Aécio deve reassumir comando do PSDB após propaganda crítica a Temer

Resultado de imagem para Aécio e Temer

A conflagração interna que vive o PSDB desde a exibição, na noite de quinta-feira, da propaganda nacional do partido em cadeia de rádio e TV deve resultar na volta de Aécio Neves ao comando da sigla, apenas para designar outro dos vice-presidentes para ficar no lugar do senador Tasso Jereissati até dezembro, quando acontece a convenção nacional dos tucanos.


Ministros, deputados, prefeitos, governadores e senadores tucanos reagiram com indignação ao programa de TV, que elenca erros do partido, insinua que seus integrantes foram “cooptados” para apoiar Michel Temer, associa o PSDB ao fisiologismo e à Lava Jato e propõe, sem que haja consenso interno, a adoção do parlamentarismo.


Os tucanos esperam que, isolado, o próprio Tasso tome ainda nesta sexta-feira a iniciativa de deixar a presidência interina da legenda. Assim, caberia a Aécio reassumir — Tasso não pode designar outro para seu lugar — e escolher outro dos vices para o período tampão de três meses.

Da coluna Vera Magalhães no Estadão.

Comentários