Afinal, o salário de R$100 mil de Sérgio Moro, é verdade?

Os R$ 100 mil de Sérgio Moro: A repercussão

Desde a noite de sábado (19) tem causado rebuliço nas redes sociais versões diferentes da mesma história: o juiz federal Sérgio Moro, responsável em primeira instância pela Operação Lava Jato em Curitiba, ganha mais de R$ 100 mil por mês, o que estouraria o teto do funcionalismo público, fixado em R$ R$ 33.763, valor igual ao salário de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).


Na semana passada, a presidente do STF e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), ministra Cármen Lúcia, determinou que todos os tribunais devem divulgar o salário dos magistrados. Tanto a decisão da ministra quanto a história sobre o salário do juiz Sérgio Moro surgiram a reboque da notícia, também na semana passada, de um juiz do TJ-MT (Tribunal de Justiça do Mato Grosso) que recebeu um contracheque de R$ 503.928,79 em julho.

Mas, afinal, a história sobre o juiz mais famoso da Operação Lava Jato é verdade?

O salário oficial de Moro é de cerca de R$ 28 mil. De acordo com dados disponíveis no portal do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em julho ele ganhou 28.404,97: R$ 28.947,55 de subsídio, mais R$ 5.261,73 de verbas indenizatórias e mais R$ 8.362,63 de vantagens eventuais. A este total, subtraiu-se R$ 3.184,23 de previdência pública, R$ 7.435,53 de Imposto de Renda e R$ 3.547,18, referente ao pedaço da remuneração que iria superar o teto constitucional de R$ 33.763.


Acontece que a conta para calcular o teto do salário da magistratura não é feita simplesmente somando todas as receitas no final do mês. As verbas indenizatórias, por exemplo, estão excluídas do teto. Assim como ajuda para mudança e transporte, auxílio-moradia, diárias, auxílio-funeral, reembolso de transporte, auxílio pré-escolar, plano de saúde, além de gratificações e abonos diversos.

A normatização de quais verbas podem ou não escapar do teto estão na Resolução Número 13, de 21 de março de 2006, do Conselho Nacional de Justiça. Dessa forma e dependendo do mês, a remuneração que o juiz Sérgio Moro (e qualquer juiz) recebe do Poder Judiciário pode passar dos R$ 100 mil.

Em dezembro do ano passado, por exemplo, Moro recebeu R$ 102.151,58: os R$ 28.947,55 de subsídio mensal, mais R$ 5.261,73 de verbas indenizatórias e R$ 83.379,50 de vantagens eventuais. A este total subtraiu-se R$ 7.992,53 de contribuição para a previdência, R$ 7.435,53 de Imposto de Renda e outros R$ 9,14, referentes ao estouro do teto constitucional nas verbas sujeitas a ele.

Com informações do UOL.

Comentários

  1. É simples, uma maneira de me roubar dentro da lei ( que eles criam ).

    ResponderExcluir
  2. ISSO É INSTITUCIONALIZAR O ROUBO, A CORRUPÇÃO NO BRASIL COMEÇA PELO JUDICIÁRIO E SEUS PRIVILEGIATIVOS.

    ResponderExcluir

Postar um comentário