Escândalo envolvendo advogado Zucolotto pode afastar Moro definitivamente do comando da Lava Jato


Segundo fonte de Brasília, advogados juntam documentos que envolve o caso do advogado “amigo íntimo” do Juiz Sérgio Moro, Carlos Zucolotto Jr, que segundo um delator ligado a Odebrecht estaria intermediando negociação paralela com a Força Tarefa da Operação Lava Jato, favorecendo acusados, com informações privilegiadas.


O fato ganhou repercussão nacional e é hoje segunda-feira (28), o assunto mais comentado na Imprensa e nas redes sociais.

O criminalista Kakay afirmou na imprensa que o juiz Sérgio Moro, merecia uma prisão preventiva por crime de obstrução a Justiça.

Comenta-se que vários advogados irão solicitar a OAB, um pedido de afastamento definitivo do magistrado no comando da citada Operação em Curitiba ao (STF). Segundo os mesmos, não teria Moro, com um fato tão grave como esse, condições morais de continuar na função.

O pedido seria direcionado ao ministro Edson Fachin, relator da Força Tarefa no Supremo Tribunal Federal.


A repercussão dessa matéria ganha segundo os comentários, espaço internacional e é o prato do dia nos acontecimentos públicos por ocasião da caravana do ex-presidente Lula pelo nordeste.

O senador Lindberg Farias (PT), classificou de “grave” na Operação e destacou que o advogado lembrado em delação, foi padrinho de casamento do juiz e o que é mais grave, foi sócio da esposa de Moro em um escritório de advocacia.

Por Portal Click Política

Comentários

  1. Será verdade? A notícia está um pouco truncada. Lendo, dessa forma, se parece com uma tentativa de se criar factóides. Será!?

    ResponderExcluir
  2. Precisa prova? Não basta sair na imprensa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num é? Agora precisa de provas... antes só a palavra da Globo valia...

      Excluir
  3. Ah essa sociedade brasileira é muito hipócrita !!!!... ignorante, analfabeta e muito midiotizada..... quando vamos nos livrar deste pig maldito !?... só assim construiremos uma sociedade mais informada pelos fatos e não pelas notícias manipuladas desta corja que chamam de imprensa oficial..

    ResponderExcluir

Postar um comentário