Gilmar Mendes julgará decisão de Temer de extinguir reserva na Amazônia


Ambientalistas e parlamentares contrários ao decreto de Michel Temer liberando a mineração na Renca, reserva entre o Amapá e Pará, estão bastante contrariados com o PSOL.


A estratégia definida entre eles era a de entrar com ações em primeira instância. Assim, teriam mais chances de conseguir decisões favoráveis e, de quebra, dariam mais trabalho para a AGU derrubar todas.

Pois bem. O PSOL se adiantou e entrou com um recurso direto no STF. E ele caiu no gabinete Gilmar Mendes, justo quem queriam evitar com os processos em primeira instância.

Com informações do Lauro Jardim, O Globo

Comentários

  1. Acredito, baseado nos processos repassados a esse psicopata criminoso, que os repasses de processos são direcionados e não votados livremente. Embora também venho sustentando que essa coisa vil foi desencantada na floresta pelo suposto pai que o educou como ente humano mas ele reserva poderes infernais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário