GUERRA EM BRASÍLIA: Janot pede impedimento de Gilmar Mendes ao STF


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou para a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, dois pedidos de impedimento do ministro Gilmar Mendes, para os casos envolvendo os empresários do setor de transportes Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira.


Janot atendeu a um pedido da força-tarefa da Lava-Jato no Rio, que encaminhou na sexta-feira um ofício solicitando que o procurador-geral entrasse com o arguições de impedimento contra o ministro.

Leia também: Brasileiro manda carta de apoio a nazistas e eles respondem “não aceitamos latinos”;

O pedido da força-tarefa foi feito após Gilmar conceder habeaus corpus para Barata Filho e Lélis Teixeira, na quinta-feira. Os dois continuaram presos, porque novos mandados de prisão foram expedidos. Na sexta-feira, contudo, o ministro concedeu novos habeas corpus.

No pedido, Janot alegou que há “vínculos pessoais impedem o magistrado de exercer com a mínima isenção suas funções no processo.

Um dos motivos alegados foi o fato de Gilmar ter sido padrinho de casamento de Beatriz Barata, filha de Jacob Barata, em 2013. O procurador-geral também alega que Guiomar Mendes, esposa do ministro, ser tia de Francisco Feitosa Filho, que se casou com Beatriz.

Fonte: O Globo

Comentários

  1. Gilmar Mendes tem que ser preso urgente. .esse crápula está denegrindo totalmente a imagem e credibilidade do Supremo Tribunal Federal. .Não passa de um reles bandido que pensa que é acima da lei. .VADIO

    ResponderExcluir

Postar um comentário