Policia Federal inocenta Dilma


247 - A Polícia Federal concluiu que não houve crime de obstrução de justiça na indicação do ministro Marcelo Ribeiro Navarro Dantas ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por parte da presidente legítima Dilma Rousseff em 2015.


A constatação faz parte do relatório final da PF sobre um inquérito que tramita em segredo de justiça no Supremo Tribunal Federal (STF) e investiga se houve, na indicação de Navarro por Dilma, algum tipo de articulação para barrar a Lava Jato, por meio da atuação do ministro no STJ.

A denúncia sem provas surgiu do senador Delcídio do Amaral, ex-líder do governo Dilma no Senado. Segundo Delcídio, Navarro foi escolhido para o STJ com o compromisso de conceder habeas corpus e recursos favoráveis a empreiteiros como Marcelo Odebrecht, do grupo Odebrecht, e Otávio Azevedo, da Andrade Gutiérerrez.


O relatório da PF, encaminhado nesta segunda-feira (21) ao STF, apontou que, feitas todas as diligências, não se confirmou o depoimento de Delcídio do Amaral e do seu ex-chefe de gabinete Diogo Ferreira. Segundo o Broadcast apurou, o relatório também não verificou nenhum tipo de conduta criminosa por parte do ministro Francisco Falcão, do STJ, que já foi presidente da Corte. O relatório já foi encaminhado à Procuradoria-Geral da Republica (PGR), para que decida se pede o arquivamento do caso ou se faz uma denúncia.

Comentários

  1. Muito feliz em ler esta notícia... Eu nunca tive dúvida de que ela era inocente...

    ResponderExcluir
  2. Bom, diante dessa mentira, espera-se que o Delcídio perca as benesses da Delação Premiada, e volte a cumprir sua pena em regime fechado.

    ResponderExcluir
  3. Aquela velha história plantou-se mentira e os frutos estão ai um Brasil pior do que tinha-se .

    ResponderExcluir
  4. E isso ai Brasil quer Dilmar de voltar...

    ResponderExcluir
  5. Em filosofia existia um rei que era muito ruim e muitos odiavam, e tambem tinha uns que diziam vamos tirar e colocar outro uma senhora de 80 anos levantou e falou deixa esse mesmo porquer se mudar vem outro muito pior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queremos a Dilma de volta, mande esse temer pro inferno, fora temer volta Dilma

      Excluir
  6. Também sempre achei que pela história de vida da Dilma Rousseff, ela não iria jogar no lixo toda uma vida de lutas, manifestos.

    ResponderExcluir
  7. É sempre assim... Depois que conseguem o que querem, inocentam. Agora o Brasil já foi pro brejo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade verdadeira Silvana Garcia, o mesmo irão fazer com o Ex-presidente Lula, vão deixá-lo preso até após a convenção, depois o soltarao com aquela desculpa esfarrapada!

      Excluir
  8. Infelizmente Dilma sofreu um golpe. Não vai ter volta porque a cambada que aí está não vai devolver o poder a ela.

    ResponderExcluir
  9. O Ex-senador Delcídio do Amaral, na minha opinião, foi um bagulho plantado pelo PSDB nas fileiras do PT, já com o projeto de derrubar o governo popular, pouco importando quem estivesse no mandato. Mal saiu do PSDB já estava no PT, que foi inocente e aceitou sua filiação. Sendo figura notória, foi convidado a ocupar cargos no governo Dilma, junto a Petrobrás, onde aproveitou para meter a mão da cumbuca. Depois foi denunciado e condenado. Aceitou muito facilmente a delação premiada, pois havia já a intenção de incriminar Dilma, Lula e outros membros da cúpula do PT. Agora estamos vendo que ele não passou de um vil traidor. Pelo menos é minha opinião há muito tempo. Foi muito fácil deixar uma sigla tão oposta e ingressar no PT. Depois aproveitou para abocanhar uma propina gorda, seguiu-se a denúncia e estava feita a porcaria. Em toda essa farsa montada para o impedimento de Dilma e a perseguição à Lula, os dois maiores traidores foram o Delcídio e o Michelzinho, além de Eduardo Cunha é claro.

    ResponderExcluir

Postar um comentário