Prefeito que organizou ato do “ForaDilma” tem prisão decretada por tráfico de drogas


A Justiça ordenou a prisão preventiva do prefeito eleito de Embu das Artes (SP), Ney Santos (PRB) e de outras 13 pessoas. A operação, batizada de Xibalba, tem o objetivo de desarticular uma facção criminosa que usa postos de combustíveis para lavar dinheiro do tráfico de drogas.


Além das prisões preventivas, os cerca de 200 policiais militares envolvidos na operação saíram às ruas em cinco cidades da Grande São Paulo, incluindo a capital, em auxílio ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público Estadual, para cumprir 49 mandados de busca e apreensão. O processo tramita na 1ª Vara Judicial de Embu das Artes.

Segundo as investigações, que contam com o trabalho de 32 promotores, os crimes são praticados, principalmente, nas vizinhas, como Osasco, Taboão da Serra, Carapicuíba, Cajamar e São Paulo. Santos é suspeito de ter elo com o Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios brasileiros.

Os detalhes da operação ainda não foram divulgados pelo Ministério Público Estadual, nem pela Secretaria de Segurança Pública (SSP)


Ney Santos já havia sido preso em 2010, quando concorria a uma vaga de deputado federal.



Polícia fez operação de busca e apreensão na casa de Ney Santos em Alphaville


Fonte: Globo

Comentários

  1. Quanta decepção para nós brasileiros que lutamos honestamente , uma vergonha atrás da outra, salvai-nos oh Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. " A corrupção é uma senhora idosa no Brasil" ( Dilma Rousselff ). Tudo isto está ligado á perseguição ao PT e aos demais partidos progressista, principalmente em São Paulo, mais especificamente na Grande São Paulo. Os paulistanos, paulistas, eminentes da década dos anos 80 e 90, com total desenformação da história política e econômica são facilmente capitados pela mania de grandeza de que vivem no maior e melhor Estado da Federação. Vejam vocês que o personagem já havia sofrido uma ação penal em 2010 ( conforme reportagem ) e os paulista o elegeram prefeito em 2014. A luta tem que ser lutada! Os políticos comprometidos com o bem estar social que não cubram suas casas com telhado de vidro, caso contrário estaremos condenados socialmente.

      Excluir
  2. Isto é . Para os que não procuram,ver o que apoiam ,e os que apoiam,assim se torna mais fácil ,enganar e manipular.
    Para cuzões paneleiros e patinhos da Fiesp e paneleiros .

    ResponderExcluir
  3. Como a Dilma dizia, esses políticos que fizeram manifestação contra ela são todos #MoralistasSemMoral

    ResponderExcluir
  4. Pois, na política está o famoso efeito dominó, bateu no primeiro e lá vai todo o restante vamos ver onde isso vai parar, a situação está tão enrascada que Não consegue-se uma previsão, cada dia fica mais 😕 confuso e assustador,essa é a verdade. Nao defendo ninguéeeeem, todos estão envolvidos!

    ResponderExcluir
  5. Nosso país está a deriva. Eis que muito derrepente, fica claro que os bandidos se apossaram do estado em todas as esferas. Federal, estadual e municipal. Infelizmente o povo brasileiro não é contra a corrupção, são contra aqueles que a rede Globolixo, mais suas subsidiárias mandam eles serem contra. Num país ético é normal, teríamos milhões nas ruas protestando e desarticulando esses quadrilheiros que estão dando o Brasil é a sua riqueza a nações estrangeiras, que tem a ousadia de tachar, o nosso aço, mas não sibretacham o nosso petróleo. Os patos da fiesp e paneleiros estão de bico calados.

    ResponderExcluir
  6. HEITA PAULUSTAS INTELIGENTES,FALAM TANTO DOS NORDESTINOS,MAS ELEGE UM TIRIRICA,UM ALMOFADINHA RIDÍCULO ,E UM PREFEITINHO TRAFICANTE,QUE MAIS FALTAM VCS FAZEREM?É MUITA LAMBANÇA PRA UM SÓ ESTADO,EU HEMMMM,.....

    ResponderExcluir
  7. E OS SENADORES???

    #LULALIVRE

    O golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil – Aula Inaugural de Luis Felipe no curso da UnB
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/03/07/o-golpe-de-2016-e-o-futuro-da-democracia-no-brasil-aula-inaugural-de-luis-felipe-no-curso-da-unb/

    ...O uso da palavra “golpe” para designar os acontecimentos políticos de 2016, no Brasil, tornou-se motivo de disputa. Trata-se de algo recorrente: como “golpe” possui conotação negativa, remetendo a uma ação que foge às regras e é desenhada para pegar o oponente desavisado. Na maior parte dos contextos, “golpe” remete a um ato de deslealdade. Nenhum agente político a reivindica para si. “Golpista” é, sempre, o outro. As forças que derrubaram o presidente João Goulart por meio de um levante militar não admitiam ter desferido um golpe; enquanto estiveram no poder, o nome oficial daquela ação foi “Revolução de 1964”. E assim por diante.

    Isso não quer dizer, porém, que a palavra “golpe” seja oca, despida de qualquer significado para além de seu uso interessado na controvérsia política. Com o passar do tempo, uma compreensão razoavelmente consensual do processo histórico recente há de se decantar. Não por imposição do dono… ...

    ResponderExcluir

Postar um comentário