Doria bajula Aécio e ignora propinas da JBS

Reprodução | Agência Brasil

Minas 247 - Em busca de apoio dentro do PSDB para sua candidatura ao Planalto em 2018, o prefeito de São Paulo, João Doria, elogiou nesta segunda-feira 25 o senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG), um dos mais delatados na Lava Jato.


Em visita a Belo Horizonte, Doria fez afagos também ao senador mineiro Antonio Anastasia. Questionado se queria o apoio de Aécio, afirmou, segundo reportagem da Folha: "É uma figura que tenho o maior respeito".

Na capital mineira, onde recebeu o Prêmio Liberdade, Doria se esquivou ao ser questionado sobre uma eventual mudança de partido, embora tenha feito elogios ao DEM. "É um partido de grande valor", afirmou. Segundo ele, a definição será feita entre janeiro e março do ano que vem. 

Em agosto passado, a revista Época divulgou imagens da propina de R$ 2 milhões paga pela JBS a Aécio, que liderou o golpe de 2016 em parceria com Eduardo Cunha e Michel Temer. Foram três pagamentos de R$ 500 mil entregues pelo ex-diretor da JBS Ricardo Saud ao primo de Aécio, Frederico Pacheco.


Aécio também foi flagrado em áudio da JBS pedindo a propina a Saud, além de ter ameaçado matar seu próprio primo, conhecido como 'Fred'.

O pedido de prisão do senador tucano deve ser julgado nesta terça-feira 26 pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal. O parlamentar, com 89% de rejeição, é o segundo político mais rejeitado do Brasil, atrás apenas de Temer, com 94%. Doria apoia os dois.

Comentários