Financiador de protestos contra Dilma vai comprar a Eletrobrás


Os funcionários da Eletrobrás enviaram ao 247 material sobre o agente oculto da privatização da Eletrobrás, que seria ligado à Equatorial Energia, que tem conexões com o bilionário Jorge Paulo Lemann. Dias atrás, o jornalista Luis Nassif denunciou a mão grande de Lemann na privatização da Eletrobrás, naquele que seria o negócio do século.


Abaixo, texto sobre o agente oculto da privatização:

Eletrobras: Antes tarde do que nunca… a demorada saída de Oscar Salomão

Hoje a noite, 14 de setembro de 2017, o Sr. Oscar Salomão Filho esvaziou sua mesa no 12º andar do Edificio da Eletrobras na Av. Presidente Vargas. Oscar Salomão foi homem chave em muitas privatizações do setor elétrico na década de noventa e nesta (CEMAR, CTEEP, CELPA, CESP, AES, CELG-D ver linkedin abaixo), e hoje era o braço direito de Wilson Pinto, presidente da Eletrobras. Oscar estava também a frente da privatização da Eletrobras, até ser exonerado junto com vários outros assistentes em cargos comissionados. Uma ordem judicial do processo 0762 de 2013 da 6ª vara de justiça do trabalho de Brasilia, 10ª Região, determinou a exoneração dos indicados políticos em cargos comissionados, o que se concretizou no dia 14 de agosto de 2017. Logo depois, no dia 21 de agosto, a Eletrobras indicou Sr. Oscar para presidência da Eletropar, uma subisidiária sua que possui menos de 10 funcionários. Seu nome ainda não foi aprovado pelo MME. Logo, Oscar encontra-se sem cargo na Eletrobras.


Interessado em não perder tempo, Oscar continuava a trabalhar mesmo depois de sua exoneração. Trabalha de graça, de forma irregular e ilegal, já que não possui mais nenhum vinculo com a Eletrobras. E não é qualquer trabalho. Tem acesso a dados estratégicos da empresa, chefiando as equipes da Eletrobras em reuniões no BNDES para a privatização.

Ontem mesmo, dia 14 de setembro de 2017, esteve em reunião com a Dra. Lidiane Gonçalves, da área de Desestatização do BNDES. Para Dra. Lidiane, o presidente da Eletrobras, sr. Wilson Pinto, garantiu que Oscar estava ali como funcionário da Eletropar. Apesar da indicação ter ocorrido, a nomeação de Oscar ainda não se concretizou. A reunião correu normalmente, ainda que o nome de Oscar não tenha sido confirmado no diário oficial e que a Eletropar não guarde relação nenhuma com a privatização da Eletrobras.

Os Sindicatos e a Associação de Trabalhadores da Eletrobras informaram hoje, 14/09/2017, através de carta, que já denunciaram a atuação irregular de Oscar para o Ministério Público. Planejam também entrar com processo na justiça para anular todas as decisões tomadas nas Reuniões em que Oscar esteve presente de forma irregular.


É provável que agora Oscar não volte mais a exercer qualquer papel na privatização da Eletrobras, pois mesmo que sua indicação para presidência da Eletropar se concretize, seria muito complicado para as empresas justificar sua continuidade.
Oscar é ligado a Equatorial Energia, é atualmente do conselho de administração da CEMAR. A Equatorial sempre esteve de olho nas distribuidoras da Eletrobras, em particular da CEPISA, além de já ter manifestado interesse publicamente em diversas participações que a Eletrobras tem em SPEs.

Informe da Associação de Empregados da Eletrobras

Currículo de Oscar

Com informações de Brasil 247.

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. O Brasil foi tomado por psicopatas aventureiros nos poderes como se aqui é um território sem donos e sem leis e ordem e sendo comandados pelo psicopata mor que é o presidente imposto Michel Temer.
    Tendemos à desestruturação total do país e uma ditadura árabe dirigida pelo velhote presidente.
    O Brasil e o povo brasileiro corremos riscos inimagináveis e a população não está preparada para conter os ataques psicopáticos dessas organizações.
    Necessário e urgente, não adianta a ninguém rebater e discordar, uma intervenção militar, mesmo provisória, para restabelecer o país e acabar com essa gente.
    O povo deve sair e gritar a todo o pulmão a intervenção da caserna ou estaremos destruídos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O golpe de 64 também era só uma intervenção temporaria, e ficaram mais de 20 anos matando e torturando,

      Excluir
  3. Nossas forças armadas são entreguistas. Não há esperança possível vinda desse setor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é entreguismo e parasitismo. Leia a MEDIDA PROVISÓRIA No 2.215-10, DE 31 DE AGOSTO DE 2001. São 19 paginas em pdf, de puro direitos em relação à remuneração dos militares das Forças Armadas, 19 paginas de horror bancados pelo erário publico. O militar ao atingir a idade limite ou o tempo de serviço é transferido para a Reserva Remunerada, não sendo aposentado e podendo ser chamado de volta à ativa, dependendo de sua idade, em caso de guerra ou uma necessidade das Forças Armadas. ele (o militar) não perde o posto, por exemplo o General sempre será General. Agora eu te pergunto: Se qualquer pessoa que se aposentasse ganhando o mesmo que ganhava na ativa, estaria estressada mesmo que fossem mantido os privilégios por lideres corruptos? Eles fazem parte do esquema e devem ser penalizados como coautores da bagunça, e jamais devem ser vistos como esperança. Outra coisa se os Generais dessem um golpe e no novo governo não fossem mantidos estes privilégios? Se os outros países não apoiassem a intervenção? A emenda pode sair pior que o soneto. Portanto as nossas forças armadas de hoje abrigam os maiores traidores da nação, não existe mais brio, tampouco honra. Se o Brasil for invadido por qualquer país mais organizado, os nossos militares não demorariam 24hs para aderirem aos invasores, só para não perderem a boquinha. O que eles gostam mesmo é de fazer diligencias em selvas vazias e ficarem apontando armas para o infinito, em um teatro de guerra fictícia parecendo um bando de trouxas. A nossa situação como nação já pedia uma intervenção pelo menos há uns 10 anos atrás. Ficaram engolindo moscas e hoje são reféns da cleptocracia e de si mesmos. Não conheço um brasileiro sensato que pegariam em armas e doaria a sua vida para defender as nossas forças armadas tampouco a nossa nação. É Caso perdido.

      Excluir
  4. Concordaria plenamente com você se militar fosse outro nome para santo, mas (infelizmente) a história nos mostra que não é.
    Então nos informemos, informemos as mulheres e homens de boa vontade a nossa volta e acreditemos na democracia, pois em grande parte o que nos falta para amadurecer a nossa é informação para pensar, discernir e atuar como integrantes desta.

    ResponderExcluir
  5. https://gustavohorta.wordpress.com/2017/11/20/paixao-pela-coerencia-arrogancia/

    "...A cultura milenar japonesa de fato ensina, por exemplo, que a humildade seria a principal virtude a ser cultivada em um ser humano.

    Definitivamente não trata-se da humildade daquele que vive resignado, a abaixar tanto a cabeça que chega a mostrar a bunda. A humildade em questão alerta para que se possa entender a permanente necessidade de aprender. E aprender sempre remete a mudanças.

    Por que? Porque todas as vezes que algo é aprendido alguma coisa é acrescida ao conhecimento, o que, necessariamente, induz a que alguma coisa seja modificada. Não é possível aprender alguma coisa nova e não mudar nada. Um aprendizado sem mudança não é aprendizado. Sequer é escutar. Sequer ouvir. ..."

    ResponderExcluir

Postar um comentário