Ministros do STF podem anular delação e provas da JBS


Magistrados acreditam inclusive que não é necessário esperar por uma iniciativa da Procuradoria Geral da República (PGR) para que isso seja feito


Empresário Joesley Batista, dono da JBS, corre sério risco de perder todos os benefícios de sua delação premiada e de ser preso, após o vazamento dos áudios em que ele sugere sair em busca de evidências contra ministros do Supremo Tribunal Federal.

A informação adiantada pela coluna da jornalista Mônica Bergamo da Folha de S. Paulo, dá conta de que pelo menos três ministros do Supremo querem o cancelamento da delação premiada da empresa, em acordo firmado em maio com o Ministério Público Federal.

“Os magistrados acreditam inclusive que não é necessário esperar por uma iniciativa da Procuradoria Geral da República (PGR) para que isso seja feito. Basta que algum magistrado da corte levante a questão”, publicou Bergamo.

Comentários