Nova Procuradora-Geral anuncia troca de toda a equipe da Lava Jato por aliados de Temer


Raquel Dodge, que toma posse da Procuradoria Geral da República na próxima segunda (18), no lugar de Rodrigo Janot, anunciou ontem a nova força-tarefa da Lava Jato em Brasília. Segundo informações do Ministério Público Federal, a equipe será coordenada pelo procurador José Alfredo de Paula Silva, que atuou no mensalão e na Zelotes.


A equipe também será composta por Luana Vargas, José Ricardo Teixeira e Hebert Mesquista. Este último procurador assina a mais nova denúncia contra Lula na Zelotes. O ex-presidente foi acusado de cobrar propina para editar uma Medida Provisória que teria beneficiado montadoras.

Do Conjur - O procurador regional da República José Alfredo de Paula Silva será o novo coordenador do grupo de trabalho da “lava jato” na Procuradoria-Geral da República. Ele já atuou nas investigações e processos da Ação Penal 470, o processo do mensalão, no Supremo Tribunal Federal, e da zelotes, que apura venda de sentenças no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (11/9) pela procuradora-geral da República nomeada, Raquel Dodge. Ela também chamou os procuradores Hebert Mesquita, Luana Vargas e José Ricardo Teixeira para compor o grupo da “lava jato” em Brasília.


Mesquita integra atualmente a força-tarefa da zelotes, e Luana faz parte do grupo que atua dentro da greenfield, que apura desvios de recursos públicos e fraudes na administração de quatro dos maiores fundos de pensão de empresas públicas do país. Já Teixeira possui experiência em ações de combate ao trabalho escravo e à corrupção.

Dodge, que toma posse na próxima segunda-feira (18/9), apresentou outros nomes de pessoas que vão compor sua futura gestão à frente do Ministério Público Federal. Para chefe de gabinete, foi indicada a procuradora da República Mara Elisa de Oliveira, lotada em Petrolina (PE), onde exerce a chefia administrativa da unidade.

A secretaria de Comunicação Social será ocupada pela servidora do MPF, Dione Tiago, com 22 anos de experiência na área de jornalismo. A Secretaria de Direitos Humanos e Defesa Coletiva será ocupada pelo procurador regional da República André de Carvalho Ramos. Já a Secretária da Função Constitucional terá à frente o subprocurador-geral da República Paulo Gustavo Gonet Branco, que já exerce funções perante o Supremo Tribunal Federal.


Segundo a PGR, Dodge levou em conta aspectos como a especialização jurídica, o conhecimento dos problemas do país e a experiência profissional dos indicados e a participação profissional feminina. No dia 22 de setembro, ela já havia divulgado parte da sua equipe. Com informações da Assessoria de Imprensa do MPF.

Fonte: Jornal GGN

Comentários

  1. O brasileiro precisa é rever este judiciário. Nada está funcionando no Brasil. O judiciário horrível. Presidente da república ladrão, senador ladrão, empresários do que comprou gente do STF e MPF. Tá difícil

    ResponderExcluir
  2. Essa égua não toda essa autonomia.
    Se for é ladra, vagabunda e atenta contra o Brasil e favorece a antecipação dda intervenção militar que não pode mais ser adiada.

    ResponderExcluir
  3. Temos que invadir Brasília e tirar de lá um por um começando pelo STF.

    ResponderExcluir
  4. Agora senhor janto, os boys espinhentos da Carwash e o juiz zorro, o espadachim da patuleia vão provar do seu próprio veneno, que fantástico o Itaú estar mantendo esse cadáver no poder e todas ratazanas cadáveres

    ResponderExcluir
  5. Estão desejando a queda da Bastilha no Brasil, se insistirem em blindar lava jato será nefasto .

    ResponderExcluir
  6. Vamos ver se ela terá o mesmo afinco e coragem de Janot? As investigações tem que continuar o Judiciário tem que mudar, tem que ser independente e ético.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil saber a que veio esta mulher para a chefia da procuradoria, porque tem que ter isenção e imparcialidade diante das inúmeras investidas de políticos e até presidente.

      Excluir
    2. Ela tem que ser parcial ao processo, contra temer, e junto com a lava jato, quem tem que ser imparcial é o supremo, a PGR tem que ser a favor do país e fazer denúncias, investigações, prisões a PGR é acusação e cabe os advogados dos acusados apresentarem defesa, e o supremo condenar sendo imparcial .

      Excluir
  7. "No dia 22 de setembro, ela já havia divulgado parte da sua equipe." - 22/09, mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente. Há certos blogs que não dá nem pra confiar....
      Será que não existe um revisor?

      Excluir
  8. Que Deus nos proteja!
    Proteja nossos jovens e crianças que é o futuro do Brasil.
    Um Brasil falido, com um montão de corrupto.
    O que será da saúde, das escolas, da educação...
    Cadê um país melhor como nos prometeram.
    Só se for o país deles, um país que vão inventar só pra eles morarem.
    Mas depois o acerto de contas vai ser muito, mas muito caro perante o Criador.
    Eles que aguardem!

    ResponderExcluir
  9. ELA NAO ESTA FALANDO A VERDADE, nao foi ela quem nomeou os principais artifices da procuradoria ja que aqueles que ja trabalharam na zelotes, mensalao lava jato sao todos suspeitos. eu sou obrigado adizer que ela esta mentindo .Alguns de menas importancia pode ter sido colocados no cargo por experiencia. mais a maioria é os tais que fazem o jogo da mafia

    ResponderExcluir

Postar um comentário