Autora do projeto de demissão de concursados, faltou mais de 80% das sessões no Senado


Maria do Carmo Alves (DEM-SE) é autora do projeto de lei (PLS 116/2017 – Complementar) que regulamenta dispositivo da Constituição permitindo a demissão do servidor público estável, concursado, avaliado com insuficiência no desempenho do cargo. No entanto, conforme tem sido proposta, essa demissão se daria após avaliações subjetivas, sem critérios objetivos e concretos.


Nessa “avaliação de desempenho”, possivelmente nenhum político passaria, e isto inclui a própria Maria do Carmo, que segundo o levantamento do site Congresso em Foco, faltou 80% das sessões do Senado ocorridas em 2013.

Leia também: Aécio Neves: O vídeo que está chocando a internet;

Segundo o site Congresso em Foco, Maria do Carmo “em quase 16 anos de Senado, juntando os dois mandatos, apresentou 64 proposições, número tímido em termos de produção legislativa. Para efeito de comparação, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) é autor de 135 proposições, por exemplo, enquanto Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) assina 318 projetos. Detalhe: ambos tomaram posse em fevereiro de 2011, ou seja, têm um quarto do tempo de atuação de Maria do Carmo na Casa”.

Apesar de seu desempenho, possui um alto salário e vários benefícios. Muito diferente da realidade de um servidor público que muitas vezes recebe um salário abaixo do mercado e ainda tem seus direitos atacados por políticos corruptos. A lei proposta pela senadora seria mais uma medida do governo Temer e demais governos estaduais que o apoiam, como o de Hartung, para silenciar os servidores, com o objetivo de reprimir greves e manifestações contra as reformas e demais projetos contrários à sociedade.


O Sindipúblicos entende que é preciso ampliar a discussão sobre o tema com a participação do funcionalismo público. No lugar de prever a demissão, os governos precisam antes oferecer condições dignas de trabalho e valorização dos servidores. O projeto deveria contemplar a demissão também dos gestores, que em muitos casos sequer aparecem para trabalhar, e quando aparecem são figurativos por indicações políticas. O Sindicato não é contrário a avaliação dos servidores, somos contra a falta de critérios transparentes e objetivos, com a instituição de um projeto de demissão sem justa causa que causará sérios prejuízos à sociedade que poderá perder profissionais competentes.

Clique aqui e leia na íntegra matéria do Congreso e Foco sobre a senadora .

Fonte: Sites Congresso em Foco e Esquerda Diário

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior que isso tudo acontece é o povo vive um estado de letargia. Cadê o povo na rua, o bate panela, todo mundo calado.

      Excluir
  2. ELA É VELHA, NÃO TREPA MAIS, É FEIA E BRASILEIRA!
    "O poder é o sexo dos velhos."

    ResponderExcluir
  3. Esses políticos corruptos e safados só pensam neles, devíamos tirar todos nas próximas eleições, bando de vagabundos, a maioria absoluta dos concursados são pessoas sérias e honestas, diferentemente da maioria dos políticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou concursado e a verdade é que a maioria não quer trabalhar. Quer fazer o mínimo do mínimo do mínimo.

      Excluir
    2. Sou concursado e foi meu melhor, hoje em dia não existe mais lugar pra gente que se esgota em colegas

      Excluir
    3. Sou concursado e foi meu melhor, hoje em dia não existe mais lugar pra gente que se esgota em colegas

      Excluir
    4. Amigo Unknown, se VC realmente for concursado, deve saber que assim como no serviço privado temos nossas metas a ser cumpridas, e somos cobrados insistentemente pelos nosso gestores e pela sociedade, fazemos sempre o.melhor com a ferramente que o governo nos dão. Outra coisas está lei e só.mas uma lei, para excluir o proletariado. E roubar o povo. Ou VC acha que este rebanho de corrupto faz nada pensando no povo.

      Excluir
    5. Na verdade eles estão pensando em mas uma forma de roubar a população, de fazer aquelas negociatas nojentas com o emprego de servidores, negociatas com as empresas terceirizada para. Este projeto e só mas um golpe do governo temeroso junto com este bando de parasitas que aí estão.

      Excluir
  4. Parlamentares como essa senhora, são entulhos que temos a responsabilidade de remover. Esses canalhas sabem que o grande problema de ineficiência dos servidores públicos, é exatamente a ausência de políticas de qualificação, treinamento e tudo que poderia melhorar a qualidade do serviço público. São um bando de reacionário que desejam a volta do coronelismo clientelista. Todo político safado tem raiva de servidores concursados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito, Hipólito! Estamos a um passo de perseguições políticas... nossos direitos não podem ser violados!!!

      Excluir
  5. Vai valer para os políticos?
    "Nessa “avaliação de desempenho”, possivelmente nenhum político passaria, e isto inclui a própria Maria do Carmo, que segundo o levantamento do site Congresso em Foco, faltou 80% das sessões do Senado ocorridas em 2013."

    ResponderExcluir
  6. Isso é ridículo! Temos que saber votar ano que vem e tirar ela do poder e quem quiser prejudicar a classe dos servidores públicos!

    ResponderExcluir
  7. SE FOR.PARA.MORALIZAR O SERVIÇO PÚBLICO,VAMOS COMEÇAR DE DENTRO DO GABINETE DESSA GRANDE CLASSE.DE.CRIMINOSOS,QUE RECEBEM O NOME DE POLITICO...

    ResponderExcluir
  8. O que faltou na matéria era informar que com 8 anos de mandato esses legisladores já tem o direito de se aposentar.....Então ela já é aposentada e não seria afetada pela sua própria lei.
    Pois se fosse, deveria perder sua função é também a aposentadoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora está explicado porque ela faltou mais que tudo e só agora desenrolou o projeto de lei

      Excluir
  9. Eu sou servidora pública concursada há quase 1o anos, trabalho com afinco e compromisso pelos meus usuários, pela sociedade. Quantas vezes já passei do meu horario para concluir "uma missão ", assumi extraoficialmente por meses a coordenação para tapar o buraco do chefe que tirou licença para período eleitoral e não recebi nada para tal, tirei dinheiro do meu bolso para garantir uma ação ou para saciar a fome de um usuário da Secretaria... Enfim, são profissionais e profissionais. Se é para avaliar que se tenha critérios objetivos e justos e que também sejam validos aos gestores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não desanime. Existe uma onda de difamação sobre o servidor público. E neste golpista governo isto se acentuou mais. Quem não deve não teme. O que penso é que nossas representações tão quietinhas demais. Desarticuladas demais. parabéns pelo seu trabalho.

      Excluir
  10. A demissão por insuficiência de desempenho deveria ser aplicada a todos os agentes públicos, principalmente aos políticos, e cargos como prefeito, deputado e senador deveriam ser preenchidos mediante voto E concurso público, pois são cargos que precisam de pessoas competentes, estudadas e interessadas.

    ResponderExcluir
  11. Que ela é filha de uma cobra jiboia com sucuri simples assim, e todos que votaram nela. Por isso que ela está no congresso.

    ResponderExcluir
  12. sou concursado e realmente estava mesmo precisando de uma lei dessa, pois os brasileiros não querem trabalho e sim emprego.

    ResponderExcluir
  13. ISTO É PARA QUEM ESCREVE MERDA: DEIXEM DE ESCREVEREM MERDA E USEM SEUS TEMPO PARA PESQUISAREM OS POLÍTICOS EM QUE VOCÊS VÃO DAR SEUS VOTOS, PARA QUE NÃO FAÇAM MERDA NA URNA.

    ResponderExcluir
  14. O sujo falando do mau lavado.

    Sujo, esses políticos de merda que não dão bons exemplos e só querem ser o rei da cocada preta.

    Mau lavado, aos concursados que não prestam bons atendimentos ao público pois não temem nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não generalize todos os funcionários públicos por que nem todos são assim.

      Excluir
    2. É isso aí, VINNY, há funcionários e funcionários. E o assédio moral no funcionalismo público é grande. Não é só na empresa privada, não.

      Excluir
  15. Lixo humano como todo político. Hipócrita e mansa. Fica engabelando seus eleitores, sei lá com o que, recebe uma nota pretíssima, gastando inclusive gasolina às custas do povo, e falta ao pouco trabalho "mamata" que deveria exercer. Agora quer sujeitar um trabalhador qur não engabelou ninguém, mas "deu sangue" e perdeu oportunidades para estudar e passar em um concurso público, a um critério de avaliação arbitrário, mais propenso a assédio moral... Para servidores públicos preguiçosos existe punição administrativa, que aliás é um poder-dever do superipr hierárquico... Absurdo de esboço de país...

    ResponderExcluir
  16. Minha gente vamos abri os olhos, vocês não estão vendo que esta proposta de lei aí não é nada para avaliar os funcionários públicos, fazendo uma seleção entre os bons e os maus servidores, mais sim uma artimanha desde governo que quer terceirizar tudo, para roubar mais e mais. Vamos reagir a esses corruptos que estão rasgando nossa constituição.

    ResponderExcluir
  17. Isso e um absurdo. Uma vergonha para a nossa democracia. Isso nao e proposta nem pra discurssao.

    ResponderExcluir
  18. Se politico fosse degolado por vagabundagem,ela seria a cabeça

    ResponderExcluir
  19. Sou servidor público há quase 10 anos. Estava lendo os comentários acima, e todos tem um pouco de razão. Se é pra avaliar desempenho, que seja pra todos, isso é indiscutível. Teve comentários também que alega falta de treinamento, falta de gestor capacitado, falta de assistência do governo nos órgãos para melhorar o trabalho dos servidores públicos, tudo isso é verdade. No entanto, o que é verdade também e que não podemos fechar os olhos, é que mais de 50% dos servidores públicos estáveis se tornam relapsos, preguiçosos, que olham só pro seu umbigo, que só querem ter direitos e nem um pingo de obrigação, se tornam corruptos igual aos políticos, forjam documentos para faltar no trabalho, para se afastar de modo geral, não cumprem horário, são indisciplinados e irresponsáveis. Eu confesso que isso causa indignação nas outras pessoas que levam o trabalho a sério. É de causar repulsa você trabalhar numa sala com 10 pessoas onde só você cumpre seu horário de chegada e de saída, onde só você cumpre minimamente o que lhe é cobrado. Muitas das coisas que estão hoje acontecendo no Brasil é fruto do nosso próprio reflexo, quando digo nosso, me refiro aos servidores públicos de modo geral. Está entranahada, enraizada essa cultura que o servidor público pode tudo, a sensação de impunidade dos atos causa uma desestabilidade. E não venham me dizer que o que falei é exceção, que não é. A exceção agora são os servidores públicos que honram seu cargo, que cumprem suas obrigações e que querem contribuir para a melhoria dos órgãos em que trabalham.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito. A exceção agora são aqueles que ainda cumpre suas obrigacoes com responsabilidade.

      Excluir
    2. TEm toda razao Tecno, acontece mesmo isso quase em todo lugar. Tambem fui funcionaria antes de me tornar professora e acontecia isso muito no meu cargo na administracao. Ja depois que me tornei professora nao mais porque todas os meus colegas eram bastante esforcados.

      Excluir
    3. eu acho que o que está entranhado é visão de que o servidor público é vagabundo isto sim... E tá errada esta visão. Tiveram até que criar lei pra classificar xingamento a funcionário público como desacato. Este senso comum é horrível.

      Excluir
  20. Atenção especial para o partido dessa Sra, DEM o mesmo do nosso digenismo Sr presidente da Câmara dos deputados Sr safadão e ladrão Rodrigo Maia. Não podemos esquecer desses deputados e principalmente desses partidos que estão se empenhando a votar contro o Povo Brasileiro, as eleições já estão próximas não deixaremos essas atitudes caírem no esquecimento.

    ResponderExcluir
  21. Se é para tirar a estabilidade do servidor público , então que voltemos a ter direito ao FGTS , pois a retirada desse direito foi em contrapartida dar ao servidor público a estabilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo amigo. tem que dar retroativo ao dia que tomou posse no cargo... Esses golpistas sao uns safados.. e esta senadora, pelo que tao aprovando tb no senado, vai ter aposentadoria integral por mandato de dois anos... Na boa, mais do que o salário, eu disputei a estabilidade. Não tem FGTS que equacione isto.

      Excluir
  22. Ontem ela comprareceu para salvar o Aecio Neves
    http://aecionevesnao.blogspot.com.br/2017/10/contrariando-decisao-da-primeira-turma.html

    ResponderExcluir
  23. E simples, se ela comparece menos de 50% dos dias ao trabalho e so exonera-la a bem do servico publico. Nao fara falta alguma. O funcionario Publico nao pode ser demitido e que isso continue porque eles tem metas a cumprir, se legisladores nao cumprem, que sejam exonerados. Eles nao sao concursados mas recebem o mandato pelas maos do povo que os elegeu. E so o povo pressionar e arrancar do servico publico essas tranqueiras.

    ResponderExcluir
  24. SEguinte, quando eu dediquei anos e anos estudando, investi horas e horas em estudo, e gastei muito pra inscrição e viagem pra concurso, eu estava disputando justamente a ESTABILIDADE.. se vao me tirar isto QUeRO FGTS DESTE TEMPo Todo eNTAo. Vão a merda golpistas

    ResponderExcluir
  25. Realmente essa cambada de vagabundos que só serve para almentar impostos e rolbar o povo,trabalhar que é bom nada; fala em avaliar trabalhador é uma piada,essa vagabunda é só a cara de mais um ladrão que colocamos lá para roubar a saúde e a educação.

    ResponderExcluir

Postar um comentário