BOMBA! Temer será questionado sobre propinas em Santos e pode sofrer 3a Denúncia


O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quinta-feira a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a tomar o depoimento do presidente Michel Temer no inquérito em que ele é investigada sob suspeita de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na edição de um decreto este ano que mudou regras do sistema portuário.


A decisão de Barroso, que ainda não foi disponibilizada em sua íntegra, foi confirmada pela assessoria de imprensa do STF.

Dodge pediu a Barroso uma série de diligências referentes à investigação. A procuradora-geral pediu para ouvir, além de Temer, o subchefe de Assuntos Jurídicos da Presidência, Gustavo Rocha, o ex-assessor especial Rodrigo Rocha Loures, os amigos do presidente José Yunes e João Batista Lima Filho e outras quatro pessoas.

A nova chefe do Ministério Público Federal havia pedido 60 dias de prazo para concluir as investigações do inquérito.

Comentários

  1. Com certeza será mais uma denúncia contra o presidente que a CCJ e o congresso irão desqualificar através de liberação de muita grana que o povo vai pagar através dos pagamentos de impostos e da ausência de investimentos em áreas da saúde, transportes, segurança e moradias.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma denúncia em vão...silêncio na mídia.
    E se fosse com o Lula.... o espetáculo principalmente global já estaria fazendo
    estrago...

    ResponderExcluir

Postar um comentário