Corrupção aumentou após Impeachment de Dilma, diz Transparência Internacional


247 -No Brasil, o período em que os questionamentos foram feitos à população coincidiu com o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).


Ficaram assim as avaliações para a pergunta “Na sua opinião, no decorrer do ano anterior, o nível de corrupção no país aumentou, diminuiu ou ficou o mesmo?”:

Cresceu muito – 64%
Aumentou consideravelmente – 14%
Ficou o mesmo – 14%
Reduziu consideravelmente – 4%
Reduziu muito – 2%
Não sei – 2%

Somando os índices negativos, 78% afirmaram que o nível de corrupção “aumentou consideravelmente” ou “cresceu muito”, na avaliação da ONG com sede em Berlim, cujo trabalho é voltado ao combate da corrupção.

No Brasil, 1.204 pessoas foram entrevistadas no período entre 21 de maio de 2016 e 10 de junho de 2016 –dias após o afastamento de Dilma Rousseff (PT) da Presidência da República no processo de impeachment. “A coincidência do período de entrevistas com o momento de fortes turbulências na política nacional e mobilização popular nas ruas pode, sim, ter influenciado nas respostas dos brasileiros”, diz Bruno Brandão, representante no Brasil da ONG Transparência Internacional.


Comentários

  1. Seria uma insensibilidade, com tudo que aconteceu após o impedimento da Dilma alguém falar que a corrupção diminuiu, ao contrário, escancarou-se pra todo mundo ver, os corruptos se uniram sob a batuta do TEMER, e nada se fez pra combater a corrupção, quem poderia agir com equidade e isenção que era a suprema Côrte(STF), abdicou de sua responsabilidade que é julgar, e outorgou essa missão ao legislativo que agindo a seu bel prazer, colocou a matilha a assumir os postos(cargos) mais importantes da República aos políticos acusados de corrupção, que sob o manto da impunidade e da maldita imunidade parlamentar fazem e desfazem no país.

    ResponderExcluir

Postar um comentário