"Narcotráfico não acaba porque financia campanha política" diz traficante


Preso há 21 anos (e condenado a cumprir 48), Marcinho VP revela que o tráfico de drogas não acaba porque financia campanhas políticas no Brasil.


Repercutimos alguns trechos da entrevista de Marcinho VP ao Uol, que revelou: campanhas políticas no Brasil são financiadas pelo narcotráfico.

Condenado a um total de 48 anos de reclusão pelos crimes de tráfico de drogas e por ser mandante de dois assassinatos – e preso há 21 –, Marcinho VP diz que a cadeira não regenera. “Cadeia não regenera ninguém”. Para ele, os “corruptos formam a maior organização criminosa”.

Marcinho defende a legalização da maconha. “O tráfico de drogas não acaba porque financia campanhas políticas no Brasil”, afirma. “O tráfico é nocivo e funesto, mas a corrupção é o crime que mais mata no Brasil”.


Ainda sobre o financiamento do crime organizado a campanhas políticas, Marcinho reitera: “Os grandes barões das drogas, na maioria eles vivem acima de qualquer suspeita. Qualquer suspeita. Acastelados em seus palacetes, financiam campanhas políticas”.

Sobre Leonel Brizola, ele afirmou: “Era um político exemplar, sem mancha de corrupção”. E em relação a Sérgio Cabral Filho, ex-governador do Rio: “O maior charlatão que tive o desprazer de conhecer”.

Comentários