New York Times: Brasileiros que saíram da pobreza com o PT, estão voltando a pobreza com Impeachment


Reportagem da Associated Press, replicada pelo New York Times, avalia que depois de uma década sendo visto como exemplo para o mundo, o Brasil de está “de volta aos tempos coloniais”. Os correspondentes Peter Prengaman, Sarah DiLorenzo e Daniel Trielli escrevem que de 2,5 a 3,6 milhões de brasileiros retornaram à linha da pobreza, tendo uma renda média de apenas R$ 140 por mês. Devido “à pior recessão da história” e “aos cortes aos programas de subsídio”, o País “perdeu o rumo” no caminho de combate à pobreza, destaca a AP.


A reportagem conta a história de alguns brasileiros novamente miseráveis, como Simone Batista, uma mulher negra e pobre que, com o filho bebê no colo, chora ao contar que teve o Bolsa Família cortado. Ela quer recuperar o benefício, mas, segundo a AP, não tem sequer dinheiro para pegar o ônibus e ir reclamar seus direitos.

O economista do Banco Mundial, Emmanuel Skoufias, critica os cortes no Bolsa Família e ressalta que os gastos com o benefício representam apenas meio por cento do Produto Interno Bruto. “O governo não deveria perder o foco da prioridade de manter as pessoas fora da pobreza”, diz Skoufias. “Deveria alocar mais recursos para o programa, e não menos”, completou.

Assuntos econômicos também chamam a atenção da imprensa. O The Wall Street Journal destaca o provável corte de 0,75% da Selic. O El Mercúrio expõe que o Brasil ainda não conseguiu recuperar seus envios de carne ao Chile, devido aos efeitos da operação Carne Fraca. De março a setembro, a importação de produtos bovinos brasileiros foi 14,7% menor em relação ao mesmo período de 2016.

Comentários

  1. Como eu gosto dever neguinho lá de fora, altamente entendidos em economia, comentando a pobreza do Brasil e vomitando coisas do tipo: O programa idealizado pela primeiríssima primeira dama, senhora doutora Ruth Cardoso, mais tarde renomeado pelo descobridor do Brasil em 2003 como "Bolsa Família", não pode ser abandonado pelo governo, pois ele tirou milhões de brasileiros da pobreza. Essas pessoas têm preguiça de pesquisarem, pois não é vice que afundou o país, a Dilma Duccheff Petista da Silva já vinha desgraçando tudo que estivesse ao seu alcance. Cortes na Saúde, na Educação, na Segurança e no Bolsa Família e em outros programas sociais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ta devendo mesmo pra neguin... O programa anterior ao bolsa família foi um embrião, mas não é o mesmo. Haja visto que no programa Fome Zero além da renda mínima, tem a obrigatoriedade da matricula e presença na escola das crianças. Juntamente veio o programa de cisternas, luz para todos e subsídios para agricultura familiar.
      Repetir as abobrinhas midiáticas é fácil demais, difícil é saber o que é real.
      Com relação a Dilma: Lembremos que os golpistas não deixaram nenhuma ação do governo legítimo ser realmente posta em prática e agora estamos sob esse governo ilegítimo e vivendo cortes e mais cortes!

      Excluir

Postar um comentário