PROSTITUIÇÃO EM PLENA LUZ DO DIA! Temer compra até deputado que não vai votar nele


Depois de gastar cerca de R$ 32 bilhões desde junho, quando foi denunciado pela primeira vez, para se manter na presidência, Michel Temer, fragilizado e sem grande vantagem para votar a segunda denúncia, faz ainda mais promessas, agora para que os deputados registrem presença na sessão plenária da Câmara.


A denúncia foi feita pelo líder do PT, deputado Carlos Zarattini (PT-SP). Ele afirmou ao 247 que Temer comanda uma operação para convencer os parlamentares a comparecerem ao plenário, mesmo que seja para votar contra ele, a fim de obter o quorum para a votação da segunda denúncia ainda nesta quarta-feira 25.

“Primeiro ele tentou viabilizar os apoios para se manter no poder, agora está oferecendo recursos para que os deputados registrem presença em plenário”, disse o líder do PT. “Por que a gente não quer dar quorum? Porque na hora de votar vamos perder”, explica, acrescentando que, se houver a quantidade mínima de 342 na sessão, o governo sai vitorioso, pois a denúncia pode ser arquivada.

A oposição faz a estratégia contrária: não registra presença para adiar a sessão. “Se a gente conseguir adiar a sessão, isso faz com que o governo não consiga levar à frente vários projetos que são danosos ao país. A Reforma da Previdência, por exemplo, tudo isso ficaria paralisado. Se resolverem isso hoje, ficam com as mãos livres para atacar o povo brasileiro”, afirmou.


Às 12h50, o plenário atingiu o quórum de 307 deputados, faltando 35 para que a sessão que analisa a denúncia tenha início. A sessão já foi prorrogada por uma hora.

CLICK POLÍTICA com informações de brasil247

Comentários