Síndrome do “idiota confiante” explica ascensão de Trump e Bolsonaro

O deputado  federal Jair Bolsonaro: ascensão às custas do efeito Dunning-Kruger | Gazeta do Povo

“O problema com o mundo moderno é que os idiotas estão seguros e os inteligentes cada vez mais cheios de dúvidas”.


A frase do filósofo galês Bertrand Russel (1872-1970) foi escrita na década de 1930 como um alerta.

Vencedor do Nobel de literatura em 1950, Russel ganhou notoriedade como defensor da vida criativa, moderna e racional que os totalitarismos de seu tempo (nazismo, fascismo ou comunismo) ameaçavam.

O paradoxo do pensamento de Russel é a base do conceito do chamado “efeito Dunning-Kruger” ou a síndrome do “idiota confiante”.

Trata-se do distúrbio cognitivo dos indivíduos que ignoram o limite da própria ignorância. O conceito foi criado em 1999 em um artigo publicado por dois psicólogos americanos da Universidade de Cornell, Justin Kruger e David Dunning.


“Os incompetentes são frequentemente abençoados com uma confiança inadequada, afiançada por alguma coisa que, para eles, parece conhecimento”, diz trecho do artigo.

Nesta semana, o próprio Dunning publicou no site Politico um texto em que sugere que sua teoria seria a chave para justificar a ascensão do candidato republicano Donald Trump à liderança das pesquisas na eleição presidencial americana.

No artigo, o pesquisador explica como Trump fala grosso, mas mostra desconhecimento completo sobre temas fundamentais do cargo que pleiteia, como o programa nuclear americano ou a política externa do país.

Dunning sugere que parte dos eleitores, em especial aqueles que enfrentam sofrimentos materiais e emocionais, gosta das bravatas de Trump, mas não reconhece suas gafes como erros porque não sabe que elas são erros.

“A única coisa que a gente sabe é o limite do próprio conhecimento. Se você não entende que a verdade é construção histórica e que o ponto de vista do diferente é essencial para conhecê-la, você se torna um ‘idiota confiante’. Isto é cimento para fundamentalismos”, afirma o filósofo e professor de ética da PUC PR Bortolo Valle


Bolsonaro

O psicólogo Akim Rohula Neto observa que este tipo de “compromisso com o erro” é uma das marcas da sociedade contemporânea na qual “a opinião se tornou o valor maior”.

“A maior parte de nós faz generalizações sobre temas que não conhecemos nem de longe. Trocamos o conhecimento por uma opinião rasa que passa a ser o real para nós”.

Para Rohula Neto, em momentos eleitorais este efeito “se massifica” podendo justificar o destaque de líderes como Trump ou o ultraconservador deputado federal brasileiro Jair Bolsonaro (PP).


Parlamentar desde a década de 1980, Bolsonaro não tem projetos ou ações importantes no currículo. No entanto, com seus posicionamentos veementes sobre temas como moral ou segurança (mesmo que em descompasso com regras constitucionais), o político já consegue amealhar parcela significativa do eleitorado em pesquisas sobre a corrida presidencial em 2018.

“Quando um candidato sobe ao palanque, o compromisso dele não é com o realismo da proposta. Como líder, ele precisa cativar uma massa com a solução de um problema, pouco importa se ela é real. Sempre foi assim, seja o líder Lula, Stalin, Trump ou Bolsonaro”.

Fonte: Gazeta do Povo

Comentários

  1. A ascensão dos defensores da direita (não necessariamente desses nomes) é justamente porque as pessoas já se cansaram do totalitarismos da esquerda nas últimas décadas. Acabaram com a racionalidade, subverteram o significado das coisas em meras frases de efeito e os resultados são nitidamente ruim.
    Progressista não significa progresso, a palavra cão não morde e as pessoas já se despertaram para isso.

    ResponderExcluir
  2. Não há direita ou esquerda, o que há simplesmente é um Estado de demência social, onde a Sociedade Brasileira é manipulada por Classe hipócritas de políticos de estado conservador de direito, e que já se mantém no poder por décadas ou quiça por séculos, e por necessidade própria quando a derrota nas urnas era eminente, pois quando o povo cansado de tantas evidências mostradas por este estado de direito conservador que já não resolvia as necessidades institucionais necessárias para transformação rumo ao crescimento e para uma mudança de mentalidade onde há a população brasileira deveria ser o foco o principal para a realização destas mudanças. A direita e a esquerda mais uma vez deram as mãos para cometerem a maior traição contra esta nação aonde eles fundaram a maior quadrilha para assaltar o bolso e as esperança do povo brasileiro transformando e jogando esta grande nação num abismo da desconfiança colocando cada cidadão um contra outro pelo o fato de não conhecerem os porões de uma política da hipocrisia que submete o povo totalmente vedado ao estado da própria ignorância de conhecimento, pois na realidade a Constituição criada em 1988 para mudar este país é manipulada ao bel prazer de quem está no poder não para satisfazer as necessidades da Sociedade Brasileira mas sim para proteger aqueles que sagram este país e nos submetem há um abismo de uma corrupção endêmica onde atualmente estamos à beira de crise institucional onde um presidente real confesso utiliza números superficiais de melhora economicamente para obter crédito para se manter a cima da verdade, da ética necessária para podermos passa este país a limpo mantendo este país no limbo da imoralidade suprema conforme e de acordo com a lama derramada em MARIANA e até hoje a Sociedade Brasileira é submetida este estado de direito por uma Justiça leviana e submetida a desconfiança de uma sociedade que sofre todo tipo de mazela que tira toda a esperança para mudanças e a auto estima de um país mais justo e humanitário aonde não haja mais SARNEI, FERNANDO HENRIQUE, LULA, TEMER ou qualquer outro político que venha desonrar a memória deste país............

    ResponderExcluir
  3. “Lula, Stalin, Trump ou Bolsonaro”? ��

    ResponderExcluir
  4. A massa simplesmente se desprendeu , e está tomando rumos contrários dos ideários, e se movem por si mesma em direção do que realmente necessitam , segurança , educação e saúde ou seja , oque a esquerda bateu no martelo por anos , e que em 13 anos no poder deixaram as coisas exatamente como estão agora , um verdadeiro lixo ! Por isso agora sou BOLSONARO! #BOLSONARO2018

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hoje o povo percebeu onde o pais estava indo,inversao de valores ,destruiçao de conceitos familiares,valorizaçao de bandidismo e penalizaçao da sociedade ,entao hoje simplemente queremos um candidato que nos aparenta ser honesto com conceitos familiares e que de enfase a segurança que nao existe mas no nosso pais ... e o bolsonaro por enquanto e o unico que se encaixa nesses quesitos ,sabemos que em muitos campos ele ainda e leigo mas e pra isso que ele tera um ministerio para suprir o conhecimentos que lhe falta , ele nao e um salvador da patria pq isso nao existe mas tem conceitos muitos diferentes do que regeram esses paises nos ultimos anos levando nos a esse estado uma sociedade em varias cidades importantes em querrilhas entre faççoes e policia um estado onde o criminosso tem diretos e a sociedade deverese o correto seria o contrario enquanto fou um cidado ter direitos e ser for um criminosos so deveres pa perdeu seus direitos ao entra nessa vida e tem que paga pelo mau cometido pra recupera seus direitos

      Excluir
  5. A esquerda encabrestada por dogmas não enxerga que o importante é a satisfação do povo, com a geração de riquezas e oportunidades.
    O "famigerado" Donald Trump, frente a administração americana já colocou a economia em ordem. Os EUA enfrentam sólido crescimento econômico, com reflexos no emprego. Lá a taxa de desemprego está abaixo dos 5%, o sonho de qualquer brasileiro.
    Mesmo assim a imprensa indignada por não ter conduzido o eleitor conforme seus desejo não perdoa.
    Se essa é a tal síndrome do idiota confiante, que venha, será muito bem vinda.

    ResponderExcluir
  6. O que eu acho engraçado, é como existem no mundo tantos idiotas que acreditam que somente o seu lado é dono da verdade, e quem é contra é idiota.

    ResponderExcluir

Postar um comentário