Alckmin e Doria são campeões de rejeição em pesquisas; confira!


Os eventuais candidatos do PSDB, partido que articulou o golpe contra Dilma Rousseff, vão colher nas urnas a crise que plantaram no País em 2016.


Segundo Pesquisa CUT/Vox Populi, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital paulista, João Doria, empataram no índice de rejeição, com 72% dos entrevistados afirmando que não votariam neles com certeza. Este é o maior índice de rejeição registrado pelo levantamento.

Outros 14% dizem que poderiam votar em Alckmin e 16% em Doria. O percentual dos que dizem que votariam com certeza foi de 6% em Alckmin e 3% em Doria.

O segundo mais rejeitado entre os possíveis candidatos é Ciro Gomes: 71% não votariam de jeito nenhum nele, 14% poderiam votar e 5% votariam com certeza. Luciano Huck vem em seguida, com rejeição de 66% (não votariam nele), 21% poderiam votar e 5% votariam com certeza.

Em rejeição, Marina Silva aparece tecnicamente empatada com Huck. 65% dizem que não votariam na possível candidata da Rede, 19% poderiam votar e 8% votariam com certeza.


Jair Bolsonaro tem 60% de rejeição. Outros 14% poderiam votar nele e 16% votariam com certeza.

Com o menor índice aparece Lula. 39% dos entrevistados afirmam que não votariam no ex-presidente contra 15% que poderiam votar e 41% que votariam com certeza.

A nova rodada da pesquisa CUT-VOX foi realizada em 118 municípios. Foram entrevistados 2000 brasileiros com mais de 16 anos de idade, residentes em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, em todos os segmentos sociais e econômicos.

A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Comentários