Carros de luxo pagarão menos impostos que carros populares


247 – Proposta do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) para o programa automotivo Rota 2030, em elaboração pelo governo, prevê a concessão de benefício tributário a montadoras de carro de luxo, o que pode fazer com que esses veículos paguem menos imposto do que os populares 1.0.


Pela proposta, montadoras de carros “premium” que se instalaram no Brasil nos últimos anos, que produzem menos de 35 mil veículos anualmente, teriam acesso a um crédito tributário de 14,7% de seu faturamento até 2022.

Estão entre os beneficiários as marcas BMW, Land Rover, Audi, Jaguar e Mercedes.

O crédito faria com que um carro como um Audi A3 Sedan 1.4 flex (R$ 120 mil) possa pagar proporcionalmente menos imposto que um Fiat Uno 1.0 (R$ 32 mil), por exemplo.


Isso porque, com o bene- fício, o primeiro veículo –que deveria pagar 26% de IPI– poderia recolher o equiva- lente a 11%. Já o segundo, 22%, de acordo com a proposta do ministério.

Comentários

  1. Essa desgraça é sírio libanês e só presta para ele as oligarquias e se essa desgraceira continuar ele acaba e entrega todas as fontes de riqueza do país e escraviza a maioria da população como é em seu país de origem.
    Isso não presta, é lixo genético.

    ResponderExcluir

Postar um comentário