Gilmar Mendes é escrachado e vira fantasia: “Gilmau Mendes”.


É difícil que alguma figura no meio jurídico seja mais indecorosa que Gilmar Mendes.


Os procuradores da República, infelizmente, o conseguem.

O desfile de fantasias, incluindo o próprio Gilmar Mendes mostrado hoje nesta foto, no Painel da Folha dá ideia do infantilismo e da falta de decoro de gente muito bem paga para exercer o papel de fiscal da lei.

A “desculpa” de que “a fantasia era da mulher de um procurador” é pífia.


Por que não a Ministra Cármem Lúcia de “Bento Carneiro” ou Luís Roberto Barroso com penas de pavão?

Só que o endereço não é ali, no Resort Enotel, um cinco estrelas com tudo incluído, onde 300 procuradores estão desde quinta-feira, aproveitando o feriadão, para eles maior, por um precinho que deu para pagar com metade de seu auxílio-moradia.

Cabia ali pertinho, daqui a alguns meses, no Carnaval de Olinda.

Comentários