LAMENTÁVEL! Dodge na faz no 'caso Globo'


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu nesta sexta-feira (17) ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a convocação do procurador regional da República Eduardo Pelella pela CPMI da JBS. No mandado de segurança enviado ao tribunal, a chefe do Ministério Público Federal afirma ser “imprópria” e argumenta que o ato praticado pela CPMI é inconstitucional porque extrapola os limites da atuação das CPIs. Ela cita precedentes do STF.


Pelella foi chefe do gabinete do ex-procurador-geral Rodrigo Janot, responsável pela homologação do acordo de delação premiada dos donos e executivos do grupo J&F, do qual a JBS faz parte. A audiência para ouvir o procurador está agendada para o dia 22.

A relatoria é do ministro Dias Toffoli.

Coluna Expresso

Comentários

  1. Que porcaria de noticia com tantas siglas, sera essa noticia para alguém entender? Se não for do ramo, ou do judiciário?

    ResponderExcluir

Postar um comentário