MPF quer saber se Gilmar Mendes recebeu suborno da JBS


O Conversa Afiada reproduz do Globo Overseas, com a certeza de que não vai progredir a insólita tentativa de macular a virginal biografia do Supremo Ministro:


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu novamente ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que determine a realização de perícia pela Polícia Federal em conversas que indicam a suspeita de compra de decisões judiciais pelo grupo J&F, controlador da JBS. O primeiro pedido foi negado por Lewandowski porque o ministro entende que tal medida só pode ser solicitada após uma análise prévia pela PGR que aponte indício da prática de crimes por alguém que tenha foro privilegiado. Ele pondera ainda que uma eventual perícia prévia poderia ser requisitada diretamente pela PGR à PF, sem necessidade de decisão do Supremo.

O material que Dodge deseja ver analisado pela PF foi entregue ao Ministério Público por Pedro Bettim Jacobi, ex-marido da advogada Renata Gerusa Prado de Araújo. Além de conversas entre os dois, há diálogos de Renata com o diretor jurídico do grupo, Francisco de Asis e Silva, que é delator, com a advogada As mensagens e gravações que citam o ministro do STF, Gilmar Mendes, e os ministros do Superior Tribunal de Justiça Napoleão Nunes Maia Filho, Maruro Campbell e João Otávio de Noronha.

(…)

Comentários