NOVO GOLPE! Gilmar Mendes não quer eleição em 2018 ‘de jeito nenhum’


Agora ou nunca A última porta para instalação de um regime semipresidencialista no país foi aberta. Na última terça (14), o ministro Alexandre de Moraes pediu a inclusão na pauta de julgamentos do Supremo de uma ação que questiona se o Congresso poderia mudar o sistema de governo mesmo após a rejeição do parlamentarismo no plebiscito de 1993. Se o tribunal entender que sim, abre-se uma brecha para a articulação que o presidente Michel Temer gesta há meses com seus aliados.


A origem O mandado de segurança que trata do assunto está na corte desde 1997 e foi proposto por partidos que questionaram tentativa de aprovar uma emenda constitucional que instituísse o parlamentarismo depois da rejeição do regime por uma consulta popular.

Sem saída Se o STF decidir que a articulação de uma emenda contraria a Constituição, qualquer iniciativa desse tipo terá que ser descartada. Temer tem consultado aliados no Congresso sobre o assunto e discutiu a mudança do sistema de governo com o ministro Gilmar Mendes.

COLUNA PAINEL DA FOLHA

Comentários

  1. Esses vagabundo, muda tanta coisa, mas as mudanças só ferra o pobre. já que está essa briga de quem vai ou não Vai, os cargos de governantes deveria ser voluntariado, um salário base estabelecido. Pela população. Onde a pessoal vai trabalhar em prol da comunidade em geral e não. Pra Roubar e adquirir riquezas, bens Ilícitos como a maioria. dos políticos. O fazem.

    ResponderExcluir
  2. Ninguem aguenta mais tantos FDP nos governos,atual e anteriores... São muitas manobras em beneficio deles próprios...Alguem tem que tomar uma providência definitiva..acabar com todos esses Partidos... So deveriam existir 2 partidos.. um do governo e, outro contra...Acabaria com tantos rombos na nossa economia, com salarios ,beneficios ,aposentadorias etc. com esses ladrões.

    ResponderExcluir

Postar um comentário