ARREPENDEU? Pastor acusado de corrupção, Malafaia, tacha Temer de ‘171’ e diz querer distância


Silas Malafaia tem mesmo o dedo podre para escolher amigos.


Ex-migo de Anthony Garotinho e Eduardo Cunha, o pastor Silas Malafaia acaba de colocar o “presidente” Michel Temer em seu rol de ex-aliados.

O pastor mais influente do Brasil, que também é dono do 3º maior patrimônio entre todos os sacerdotes evangélicos, já esteve até no Palácio do Planalto para orar pelo tinhoso do Michel Temer; de quem hoje o Malafaia quer distância.

Segundo o EXPRESSO, da ÉPOCA, tudo mudou após a Procuradoria-Geral da República denunciar o “presidente” por corrupção.

“Até a pessoa ser denunciada, eu a encontro publicamente. Depois, ela que responda por seus atos. Não vou me comprometer. Oro pelo Brasil. Não preciso nem vou lá [Palácio do Planalto]”, afirmou. “Agora eu quero é distância.” Disse o pastor, se esquecendo que foi à revista Veja defender Eduardo Cunha, chegando a dizer que a denúncia contra o ladrão era “frágil” e “ridícula”.

Cagadas Políticas

Comentários