Com Dilma salário mínimo era o maior em 50 anos, com Temer o menor reajuste


Mais uma notícia para mostrar o que o brasileiro trocou e o que ele tem agora, no governo Dilma havia uma política de valorização nacional do salário mínimo, onde o salário obrigatoriamente por lei teria que subir mais que a inflação, tanto que a Revista Exame noticiou em 2015 que o salário mínimo, mesmo com toda crise política do governo Dilma, alcançava o Poder de compra dos últimos 50 anos , o boletim do Banco Central informava que desde 1965, o brasileiro não tinha um poder de compra tão elevado.


Agora no entanto essa política se reverteu, com o fim da política de valorização do salário mínimo e o aumento para o mínimo em 2018 será de apenas 2% menor que a inflação.

Do G1O presidente da República, Michel Temer, assinou nesta sexta-feira (29) decreto que fixa em R$ 954 o valor do salário mínimo em 2018, aumento de R$ 17 em relação ao valor em vigor. Atualmente, o salário mínimo está em R$ 937.

A medida será publicada ainda nesta sexta em edição extra do “Diário Oficial da União”. O reajuste valerá a partir de 1º de janeiro.


O reajuste do salário mínimo em 2018 é o menor em 24 anos. Também é menor do que a estimativa que havia sido aprovada pelo Congresso Nacional, de R$ 965. Com isso, o governo prevê economizar R$ 3,3 bilhões no ano que vem.

Comentários

  1. Quer falar de corrupção pegando fotos dos fotógrafos sem pagar, se foder!

    ResponderExcluir

Postar um comentário