DESESPERO! JN é acusado de omitir Tacla Duran para salvar Moro


Recebemos hoje do Jornal Nacional demanda sobre decisão proferida pelo juiz Sérgio Moro liberando a poupança do ex-Presidente Lula. A Globo no entanto omitiu que o juiz Sérgio Moro negou pela terceira vez ouvir o advogado Rodrigo Tacla Duran.


Não bastasse, a Globo censurou a nota que a defesa de Lula encaminhou em resposta à demanda, cortando a referência a Tacla Duran.
Confira a íntegra da resposta encaminhada a TV Globo que foi censurada:

“A decisão do juiz Sérgio Moro é ilegal porque não cabe ao reu fazer prova da sua inocência e, além disso, ele negou pela terceira vez ouvir Rodrigo Tacla Duran, que fez graves afirmações perante a CPMI da JBS e poderia contribuir para esclarecer a verdade dos fatos.

Toda os sigilos de Lula – bancário, fiscal e telefônico – já foram quebrado e analisados pela Lava Jato, e o juiz já sabe que esses recursos tem origens perfeitamente legais em palestras proferidas pelo ex-presidente após deixar o cargo.”

Cristiano Zanin Martins
Advogado do ex-presidente Lula

Comentários