Justiça condena pilotos e mais três no caso do Helicoca, mas ninguém é preso


Do G1 - Os cinco acusados de envolvimento no transporte de quase meia tonelada de pasta base de cocaína em um helicóptero da família Perrella, no interior Espírito Santo, foram condenados por tráfico e associação para o tráfico pela Justiça Federal, em sentença publicada no último dia 19 de dezembro.


O piloto Rogério Almeida Júnior e o copiloto Alexandre José de Oliveira Júnior foram condenados a 10 anos e quatro meses de prisão; os dois homens que teriam descarregado a droga, Robson Ferreira Dias e Everaldo Lopes de Souza, foram condenados a oito anos e oito meses, e nove anos e quatro meses, respectivamente; e o dono da fazenda foi condenado a 10 anos e oito meses de prisão.

Todos eles foram sentenciados a regime inicial fechado, sem direito a substituição por uma pena restritiva de direitos, que é uma pena alternativa, com a restrição ou supressão de algum direito do condenado. Eles ainda podem recorrer da decisão.

Comentários

  1. Quer falar de corrupção pegando fotos dos fotógrafos sem pagar, se foder!

    ResponderExcluir

Postar um comentário