Laranja de Geddel que levava as malas de dinheiro, trabalhou na campanha de Aécio




Gustavo Pedreira Ferraz, que admitiu buscar malas de dinheiro para Geddel Vieira Lima, afirmou à PF ter trabalhado na campanha Presidencial de 2014 para o então candidato Aécio Neves (PSDB). Ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Bahia, ele resolveu colaborar com investigações sobre o bunker dos R$ 51 milhões. As digitais de Ferraz foram encontradas nas cédulas de R$ 50 e R$ 100 que rechearam as malas e caixas de dinheiro encontradas na maior apreensão da história da PF, no âmbito da Operação Tesouro Perdido, que pegou Geddel.

Por meio de sua assessoria, o senador Aécio Neves nega que Gustavo tenha trabalhado em sua campanha.

Leia a matéria completa no Estadão

Comentários