Marcelo Odebrecht deixa a cadeia e vai para mansão, após falar de Lula


247 – O empresário Marcelo Odebrecht deixou a carceragem da Superintendência da Polícia Federal de Curitiba (PR) na manhã desta terça-feira (19) após permanecer preso por 2,6 anos no âmbito da Lava Jato. Agora, ele permanecerá em prisão domiciliar por um período de 2,6 anos em um condomínio de luxo no Morumbi, área nobre de São Paulo.


Ao deixar a sede da PF em Curitiba, o empresário foi levado à Justiça federal para colocação de tornozeleira eletrônica. De lá, ele deverá seguir para São Paulo em um jato particular.

Marcelo recebeu da Justiça autorização para duas saídas durante o tempo de sua prisão domiciliar, sendo uma delas para assistir a formatura de uma de suas filhas, em 2018. Ele também poderá receber a visita de 15 pessoas cujos nomes deverão constar em uma lista encaminhada ao juiz de execução penal de Curitiba.

Após cumprir a pena domiciliar, Marcelo Odebrecht terá direito ao regime semiaberto diferenciado, tendo que se recolher durante à noite, além os finais de semana e feriados. Em dezembro de 2022, ele ficará mais 2,6 anos em regime aberto.

Comentários

Postar um comentário