PF conclui que Dilma não cometeu ato de corrupção e povo cobra anulação do impeachment


A Polícia Federal concluiu que não houve crime de obstrução de justiça na indicação do ministro Marcelo Ribeiro Navarro Dantas ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) por parte da presidente legítima Dilma Rousseff em 2015.


A constatação faz parte do relatório final da PF sobre um inquérito que tramita em segredo de justiça no Supremo Tribunal Federal (STF) e investiga se houve, na indicação de Navarro por Dilma, algum tipo de articulação para barrar a Lava Jato, por meio da atuação do ministro no STJ.

A denúncia sem provas surgiu do senador Delcídio do Amaral, ex-líder do governo Dilma no Senado. Segundo Delcídio, Navarro foi escolhido para o STJ com o compromisso de conceder habeas corpus e recursos favoráveis a empreiteiros como Marcelo Odebrecht, do grupo Odebrecht, e Otávio Azevedo, da Andrade Gutiérerrez.

O relatório da PF, encaminhado nesta segunda-feira (21) ao STF, apontou que, feitas todas as diligências, não se confirmou o depoimento de Delcídio do Amaral e do seu ex-chefe de gabinete Diogo Ferreira. Segundo o Broadcast apurou, o relatório também não verificou nenhum tipo de conduta criminosa por parte do ministro Francisco Falcão, do STJ, que já foi presidente da Corte. O relatório já foi encaminhado à Procuradoria-Geral da Republica (PGR), para que decida se pede o arquivamento do caso ou se faz uma denúncia.

As informações são do blog do jornalista Fausto Macedo.

Comentários

  1. Urgência nessa anulacão, se não o Brasil voltará a ser colônia de exploração dos EUA e das grandes multinacionais!! Pq esse governo tá liquidando tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc acha que vão anular? Se o "golpe" foi dado em comum acordo com tds as esferas de poder!!???ESTE SONHO E ESPERANÇA ,EU NÃO TENHO MAIS!!!

      Excluir
    2. Márcio, o Brasil não é mais nosso!!! Infelizmente a ignorância desses "patos manipulados" nos levaram a isso...

      Excluir
  2. Todas as acusações levantadas contra a presidenta Dilma Rousseff foram manobras para enganar a população desinformada e conduzida malevolamente pela emissoras e demais jornais do PIG com o objetivo alcançado de apeá-la e ao seu partido, o PT, do governo da República e ferir de morte a Democracia no País.
    O golpe foi dado. O Brasil está ajoelhado, acoelhado e surrupiado pelas forças golpistas que destruiram o edifício constitucional e legal do País, tiraram os direitos dos trabalhadores, bem como enrtegaram o pré-sal a governos europeus e detonam o patrimônio público a cada dia.

    ResponderExcluir
  3. Para os justiceiros, politiqueiros GOLPISTAS , entrincheirados no judiciário, "isso não vem ao caso" Provas de inocência de membros do PT? Eles querem é condenar petistas mesmo sem provas de crime. VERGONHA nacional para o mundo inteiro ver. Em troca de que?????

    ResponderExcluir
  4. E quando vão devolver o governo dela , e ressarcir os prejuízos psicológicos , e moral

    ResponderExcluir
  5. Bem, se vcs jogarem a primeira frase no google vão encontrar essa matéria na VEJA:
    https://veja.abril.com.br/politica/pf-nao-ve-crime-de-dilma-na-indicacao-de-ministro-do-stj/

    É a mesma matéria publicada a cima, porem este site aqui deliberadamente não a outra metade da notícia (4 paragrafos), que mostram que a mesma PF inputa a ela outros crimes (incluindo obstrução da justiça) ao nomear Lula.

    Também constam como investigados neste inquérito o ministro do STJ Francisco Falcão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ex-ministros petistas José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante, além da própria Dilma Rousseff e do ministro Marcelo Ribeiro Navarro Dantas e de Delcídio.

    Caso Lula
    Há outras duas vertentes de investigação no inquérito, além da indicação de Navarro ao STJ: a indicação de Lula como ministro do governo Dilma e uma conversa gravada entre Mercadante e um ex-assessor de Delcídio no Senado após a prisão do senador.

    Em relação a esses dois pontos, o relatório da PF encaminhado ao Supremo nesta segunda-feira não apresenta conclusões, porque já havia um relatório datado de fevereiro em que a PF atribuiu a Dilma e Lula crime de obstrução de Justiça e Mercadante os crimes de tráfico de influência e também obstrução de Justiça.

    Para a PF, ao nomear Lula ministro-chefe da Casa Civil, em março de 2016, a então presidente e seu antecessor – que com a medida de Dilma ganharia foro privilegiado no Supremo e, na prática, escaparia das mãos do juiz federal Sérgio Moro – provocaram “embaraço ao avanço da investigação da Operação Lava Jato”.

    ResponderExcluir
  6. Como será que uma loja de shopping center em uma ilha que dizem ser ''da magia'' vive vazia e não fecha as portas? Será porque as roupa que vende são magicamente bem lavadas?

    ResponderExcluir
  7. Olhaê... procurem no site da PF ou do STJ notícias sobre este relatório... depois procurem em outros canais de mídia está notícia. Procurem na página da ex-presidente, no site do PT.... procuraram? Acharam? Só tem aqui? Cada um acredita no que quer acreditar...

    ResponderExcluir

Postar um comentário