Temer fará pronunciamento em rede nacional nessa véspera do Natal


Via G1 - A assessoria do Palácio do Planalto informou neste sábado (23) que um pronunciamento gravado pelo presidente Michel Temer irá ao ar em rede nacional de rádio e televisão na noite deste domingo (24), véspera de Natal.


O pronunciamento foi gravado durante esta semana e deve ir ao às 20h30. Em 2016, Temer também teve fala divulgada em cadeia de rádio e televisão na véspera do Natal. Na oportunidade, ele afirmou que em 2017 o país derrotaria a crise e recuperaria empregos perdidos.

Temer está desde sexta (22) em São Paulo, onde passará o Natal com a família. Ele viajou depois de participar de um café com jornalistas no Palácio da Alvorada.

Segundo a agenda oficial do presidente, Temer tem compromisso em Brasília na tarde de terça (26). Trata-se de reunião com ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo), responsável pela articulação política do Planalto.

No café de sexta, o presidente adiantou aos jornalistas que passará o Réveillon na “praia”. Ele afirmou que ainda não escolheu o destino. O presidente avalia optar pela restinga da Marambaia (RJ) ou a base naval de Aratu (BA), ambas administradas pela Marinha. Em 2016, o presidente e a família foram para a restinga da Marambaia.


Café com jornalistas

O presidente Michel Temer aproveitou o café com jornalistas no Palácio da Alvorada nesta sexta para fazer um balanço das ações de seu governo.

Temer destacou pontos como a aprovação da reforma trabalhista, a geração de empregos e o controle da inflação, além de defender mais uma vez a aprovação da reforma da Previdência, cuja votação está marcada para 19 de fevereiro na Câmara dos Deputados.

Questionado sobre a negociação entre a Embraer a norte-americana Boeing, o presidente afirmou que o capital estrangeiro é bem-vindo empresa brasileira fabricante de aeronaves. Contudo, ele não cogita transferir o controle da Embraer.

O presidente anunciou que o governo vai editar depois do Natal uma nova medida provisória a fim de reduzir de 70 para 60 anos a idade para saques de cotas do PIS/Pasep.

A delação dos executivos do grupo J&F, controlador da JBS, e as duas denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente também foram temas do café. Temer avaliou que não perdeu capital político para conseguir barrar as duas acusações na Câmara dos Deputados. Ele afirmou que “perdeu tempo”, já que ainda não aprovou a reforma previdenciária.


Pronunciamento de 2016

No pronunciamento feito na véspera do Natal do ano passado, Temer afirmou que 2017 seria o ano para derrotar a crise. “Os juros estão caindo e cairão ainda mais. Os empresários voltarão a investir e vamos recuperar os empregos perdidos. Precisamos crescer. Trabalhamos para voltar a crescer. Vamos crescer!”, disse.

Temer abordou na mensagem a proposta de emenda à Constituição da reforma da Previdência, enviada ao Congresso Nacional em dezembro. Na fala, o presidente afirmou que a reforma tinha o objetivo de garantir que a “sagrada aposentadoria esteja garantida agora e no futuro”.

Temer destacou em 2016 a aprovação da emenda à Constituição que estabeleceu um teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos e a medida provisória da reforma do ensino médio – a proposta foi aprovada pelo Senado em fevereiro de 2017, quando foi sancionada por Temer.

Comentários