Agora vou ganhar dinheiro”, diz promotor da Lava Jato, Carlos Fernando


Amanda Audi, no Poder360, diz que o procurador Carlos Fernando do Santos Lima, o mentor da Operação Lava Jato, vai aposentar-se e iniciar uma carreira de consultor de “compliance” (conformidade) em grandes empresas.


“A pessoas próximas, [Carlos Fernando] diz que agora “quer ganhar dinheiro”, informa a repórter.

Mais dinheiro, bem entendido, porque ele ganha R$ 30 mil, mais o auxílio-moradia e, segundo Monicaa Bergamo, na Folha, outros R$ 286 mil em diárias, de 2015 a junho de 2017, pois é lotado em São Paulo e “em viagem” ao Paraná.

Lima vai lançar um “manual” sobre o tema, com prefácio do “amigão” Sérgio Moro.

A projeção da Lava Jato, claro, vai ser a “mina” a ser explorada pelo futuro consultor.


Quem sabe as próprias empreiteiras envolvidas acabem por contratá-lo.

É tudo tão puro e ético em Curitiba que lembram monges franciscanos, não é?

Comentários