Você concorda com o desembargador que ninguém está acima da lei?


'Ninguém está acima do bem e do mal'. O desembargador Leandro Paulsen acompanhou na íntegra o voto do relator. Ele argumentou que Lula foi beneficiário direto de parte da propina destinada ao PT, na forma do tríplex.


Paulsen começou sua fala comparando o julgamento de Lula ao caso Watergate, que resultou na queda do presidente norte-americano Richard Nixon.

'Presidentes são homens e mulheres, sendo imprescindíveis sua sujeição a limites e controles. A ascensão ao cargo de presidente não poe o eleito acima do bem e do mal', disse o desembargador Leandro Paulsen, ao condenar Lula

'Presidentes são homens e mulheres, sendo imprescindíveis sua sujeição a limites e controles. A ascensão ao cargo de presidente não poe o eleito acima do bem e do mal', disse o desembargador Leandro Paulsen, ao condenar Lula.

Segundo Paulsen, assim como a investigação de Nixon foi viabilizada por leis aprovadas durante seu mandato, Lula hoje está sendo julgado com base em leis aprovadas durante os governos do PT, como a que regulamentou o uso da delação premiada em investigações penais.


O desembargador destinou parte do voto para destacar que nenhuma autoridade está "acima da lei" e negar que o julgamento tenha motivações políticas. "O cometimento de crime de corrupção por um presidente torna vil o exercício da autoridade. Submeter um presidente ao crivo da ação penal torna presente que não importa quão alto você esteja, a lei está acima de você", disse.

"Presidentes são homens e mulheres, sendo imprescindíveis sua sujeição a limites e controles. A ascensão ao cargo de presidente não põe o eleito acima do bem e do mal. O que legitima o exercício do cargo é presunção de valores constitucionais."

Paulsen ainda defendeu a operação Lava Jato, ao dizer que os procuradores não perseguem especificamente o PT, mas todos os que atuaram no esquema de corrupção na Petrobras.

Você acredita na fala do desembargador?

Comentários

  1. Um grande merda, idiota e certamente recebe propina para falar tanta asneira!

    ResponderExcluir

Postar um comentário