Em reprise do Carnaval, Globo censura desfile da Paraíso do Tuiuti que criticou Temer


A Globo reprisou o compacto dos desfiles das Escolas de Samba há poucos minutos e retirou, somente do reprise da Paraiso do Tuiuti , todos os comentários dos profissionais que faziam a cobertura. Por que será?


Quem também protesta é a jornalista Maria Do Rosário Caetano (não confundir com a deputada de nome parecido), ela também assistiu e confirmou:

“ACABO DE ASSISTIR AO RESUMO DO DESFILE DE ONTEM, EM 75 minutos. A Globo escondeu a ala MANIFESFANTOCHE (só houve um flash relâmpo de fração de segundo, mesmo caso do VAMPIRO DE FAIXA PRESIDENCIAL). E não se ouviu um comentário que fosse dos apresentadores: Fátima, Alex e Milton Cunha. De duas uma: a Globo proibiu para poupar o TEMERÁRIO ou os apresentadores, por causa da polemica (vide a coluna de STYCER, hoje, no Uol), preferiram o SILENCIO TOTAL. Foi a única escola que teve seus dez minutos de RESUMO mudos. MUDOS!!!!”

Fonte: Plantão Brasil

Comentários

  1. A gente não esperava outra coisa da platinada. O que valeria no caso, é a nossa reação: o povo unido jamais será vencido! Talvez as pessoas que votarão já foram cooptadas e ai , nada mais a se fazer. Esfiemos a viola no saco e vamos simbora.

    ResponderExcluir
  2. As Escolas de Samba, principalmente àquelas de projeção internacional, perderam a oportunidade de exporem nos enredos, de forma objetiva e contundente e ao mesmo tempo com a beleza, primazia e glamour que são peculiar, o descontentamento, indignação e repulsa para as mazelas, afrontas e retrocessos que estão sendo impostos ao povo brasileiro. O carnaval é festa popular e não populista. Parabéns a Paraíso do Tuiuti pela sua coragem. Espero que esteja entre as campeãs. Parabéns a Beija Flor (mesmo que de forma singela). Parabéns ao Zeca Pagodinho (ídolo popular), que não foi descortês,mas que demonstrou claramente sua indignação e descontentamento em cadeia nacional (se não internacional). Acredito que o episódio não tem somente a ver com a figura,mas sim com o momento e as ações nocivas decretadas por esses representantes.

    ResponderExcluir

Postar um comentário