Juízes tomam Brasília em defesa de seus auxílios-moradias e privilégios


Por Fernando Brito, no Tijolaço– Prepare-se para assistir, hoje, um grande e insólito espetáculo, que a jornalista Isabella Souto descreveu, n’O Estado de Minas, com bela ironia:


Juízes, desembargadores, procuradores e promotores de Justiça prometem invadir Brasília, nesta quinta-feira, em defesa de seus “direitos e garantias” e em nome da “autonomia” da categoria. Trocando em miúdos: vão manifestar o descontentamento com projetos em tramitação no Congresso Nacional que impõem limites aos salários acima do teto constitucional e desvinculam a remuneração dos agentes públicos, além da Reforma da Previdência e a discussão judicial que pode acabar com o auxílio-moradia mensal de R$ 4.373,77.

O “grito dos privilegiados” reúne caravanas de todo o país, articuladas pelas entidades representativas do Judiciário e do Ministério Público. Algumas delas vão custear as viagens de seus associados, como, por exemplo, a Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis). O sorteio para definição dos participantes foi realizado no último dia 23 e os sete agraciados terão passagens aéreas de ida e volta custeadas pela entidade. A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) vai ajudar a pagar a viagem de 100 juízes.


Que não se diga que são “mortadelas” como chamam aos trabalhadores que vão reivindicar direitos, são “presuntos de Parma”, talvez.

Aliás, algo me diz que as corporações ainda vão chorar lágrimas de sangue nos seus lenços de linho, porque – cumprido o papel de por uma mordaça eleitoral no povo brasileiro, suas asas serão podadas pela mídia.

Comentários

  1. A legitimação da avacalhação de uma instituição que um dia foi digna de respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, não há registro de que tenha sido digna de respeito uma dia.

      Excluir
    2. https://oglobo.globo.com/brasil/protesto-de-juizes-promotores-no-stf-contra-proposta-do-abuso-de-autoridade-20574325

      Excluir
  2. Vocês já imaginaram os parasitos protestarem contra os hospedeiros? Seria uma boa hora do povo partir pra cima destes absurdos.

    ResponderExcluir
  3. meu Senhor... não dá para entender mesmo... muita oração para este país

    ResponderExcluir
  4. Eh hora das organizacoes dos trabalhalhadores defenderem greves pontuais contra os privilegios do Judiciario.... Profesdores pararem 1 dia ...Motoristas de onibus outro dia e assim sucessivamente...

    ResponderExcluir
  5. Ué ... não teve polícia baixando o cacete neles e nem spray de pimenta, bala de borracha e bombas de efeito moral. Gozado, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A polícia está para proteger estas pessoas do povo. Simples.

      Excluir
    2. Excelente observação, mas se fosse um servidor da educação haveria policial pra todo lado p mandar balas e cacetes a vontade.

      Excluir
  6. Isso só pode ser brincadeira né? Quem recebe um salário de 1200 reais trabalhando 8 horas por dia e quase sempre tendo que trabalhar até mais 4 horas diárias de extras, paga um aluguel de 700 reais, energia de 80 reais água de 60 reais, transporte, escola, remédios e ainda alimentação, tem que CONSEGUIR SOBREVIVER com isso todos os dias e os SENHORES QUEREM RECEBENDO UM SALÁRIO DE MAIS DE R$30.000 REAIS O MÍNIMO, QUEREM AUXÍLIO ALGUMA COISA?
    PARA! ISSO SÓ PODE SER BRINCADEIRA.

    SERÁ QUE ACOSTUMAM TANTO COM SEUS PADR!ÕES DE VIDA QUE ESQUECEM QUE 30.000 POR MÊS É MAIS DO QUE UM TRABALHADOS RECEBE POR ANO PARA SUSTENTAR SUAS FAMÍLIAS?

    E NÃO VENHA ME DIZER QUE O TRABALHO DE VCS SÃO MAIS IMPORTANTES QUE OS DOS OUTROS PORQUE NÃO É!!!

    FAÇAM ME O FAVOR TOMEM VERGONHA NA CARA E PAREM DE DESMORALIDAR A RAÇA HUMANA.

    ResponderExcluir
  7. A Polícia Militar deve reprimir com energia essa manifestação. Afinal, os direitos são iguais...

    ResponderExcluir
  8. Pouca vergonha! Isso é humilhante, uma carga a mais em cima do povo, um descaramento acima de tudo e falta de humanidade. Será que se acham 'os eleitos' ... de quem?

    ResponderExcluir
  9. Puro egoísmo. Intervenção Militar já!

    ResponderExcluir
  10. Se fossem professores protestando, a polícia os estaria espancando, atirando balas de borracha, jogando bombas como se fossem bichos, mas ao sr doutor, aí já esquecem toda a macheza deles.

    ResponderExcluir
  11. É pouco mas ja é um começo.
    Tem que reduzir é o salário de todos eles, políticos e magistrados, bem como acabar todos os privilégios e regalias.

    ResponderExcluir
  12. Quem ganha menos de R$ 20.000 tá barrado na manifestação .

    ResponderExcluir
  13. Só corrigindo: em defesa da "boquinha"!

    ResponderExcluir
  14. Cadê a policia? Só isso que eu quero saber. Taca bomba neles. O que estão fazendo ai que nao estão trabalhando.

    ResponderExcluir
  15. Deveriam ser processados por criar notícias falsas, e ainda mais usando imagens de outro jornal.https://oglobo.globo.com/brasil/protesto-de-juizes-promotores-no-stf-contra-proposta-do-abuso-de-autoridade-20574325

    ResponderExcluir
  16. HAVERÁ APARATO POLICIAL PARA INTIMIDÁ-LOS COMO ACONTECEU EM PORTO ALEGRE????????

    ResponderExcluir

Postar um comentário