Aconteceu o que a Globo não esperava. Brasil se levanta em defesa de Lula


SP 247 - Os milhares de manifestantes que estão reunidos na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, gritam "não vai prender!" ao juiz Sergio Moro, que determinou a prisão do ex-presidente Lula mesmo antes da conclusão dos embargos na segunda instância, no TRF4, de Porto Alegre.


O ato está sendo liderado por Guilherme Boulos, do MTST, por centrais sindicais e outros movimentos sociais. Lula está dentro do prédio do sindicato e fez uma aparição na janela, transmitida em sua página no Facebook.

Em coletiva de imprensa, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), o senador Humberto Costa (PE) e o líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), afirmaram que os advogados de Lula estão considerando "todos os recursos possíveis" e convocaram a militância a fazer uma vigília no local.

Comentários