Enquanto Lula criou 23 Universidades, Temer fecha o primeiro instituto tecnológico


O governo golpista de Michel Temer publicou portaria na última quarta-feira (28 de março) que extingue o campus de Sobradinho do Instituto Federal Tecnológico de Brasília. Com a portaria, o instituto é o primeiro a ser fechando , abrindo caminho para o plano de desmonte da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica.


A portaria, assinada pelo ministro Mendonça Filho, diz: “Fica revogada, a pedido, a autorização de funcionamento da unidade Campus Avançado Sobradinho, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília IFB”.

No fim do ano passado, o governo Temer já havia reduzido as verbas destinadas ao Instituto gerando preocupação dos estudantes quando ao término dos estudos.


Alunos e professores denunciavam que o corte de verbas deixou o laboratório do instituto sem funcionar por semanas, afetando o acesso dos alunos.

Fonte: Esmael Morais

Comentários

  1. Isso é muito lamentável como pode isso acontecer pois as metas do MEC era a de Ampliar a oferta e o aceso aos Cursos superiores no país... Pensando nisso o Ministério da Educação (MEC) regulamentou novas regras para a educação a distância. A partir de agora as instituições de ensino superior podem ampliar a oferta de cursos de graduação e pós-graduação a distância, entre as principais mudanças a criação de polos pelos próprias instituições e o credenciamento sem exigir a oferta simultânea do curso presencial.

    A estratégia do MEC em ampliar a oferta de ensino superior no pais é para atingir a meta do Plano 12 do Plano Nacional de Educação.

    O Plano Nacional de Educação (PNE) determina diretrizes, metas e estratégias para a política educacional dos próximos dez anos. O primeiro grupo são metas estruturantes para a garantia do direito a educação básica com qualidade, e que assim promovam a garantia do acesso, à universalização do ensino obrigatório, e à ampliação das oportunidades educacionais. Um segundo grupo de metas diz respeito especificamente à redução das desigualdades e à valorização da diversidade, caminhos imprescindíveis para a equidade. O terceiro bloco de metas trata da valorização dos profissionais da educação, considerada estratégica para que as metas anteriores sejam atingidas, e o quarto grupo de metas refere-se ao ensino superior.

    O Ministério da Educação se mobilizou de forma articulada com os demais entes federados e instâncias representativas do setor educacional, direcionando o seu trabalho em torno do plano em um movimento inédito: referenciou seu Planejamento Estratégico Institucional e seu Plano Tático Operacional a cada meta do PNE, envolveu todas as secretarias e autarquias na definição das ações, dos responsáveis e dos recursos. A elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2016-2019 também foi orientada pelo PNE.

    O Plano exige elevar a taxa bruta de matricula na educação superior para 50% e a taxa líquida em 33% da população de 18 e 24 anos.

    É assim extinguindo as universidades presenciais que serão atingidas tais Metas. Muito lamentável e vergonhoso para este governo.

    ResponderExcluir
  2. A privatização é a meta mais ousada dessa gestão, enquanto não entregarem ou fizerem concessão do lucrativo setor da educação para transnacionais e multinacionais canadenses, australianas e americanas eles não se darão por vencidos, Lamentável e danoso para gerações futuras e aos que não têm acesso. Estejamos alertas nas eleições.

    ResponderExcluir
  3. Blogueirinho de esquerda tenho à lhe dizer #6a5 #TchauQuerido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 2457813 64 897 21 3654124 789 54 213645 mk.

      Excluir
  4. Tem muita gente sem noção. Eu conheço Sobradinho e sei o quando é difícil ter que viajar todos os dias mais de 120 km para poder cursar nível técnico ou nível superior. E quando receber a notícia de que uma presidente tirou da sua cidade um instituto federal, eu fiquei muito triste e decepcionado. Ai aparece um cara sem noção para falar besteira. Eu te desafio a viajar todos os dias viajar mais de 120 km todos os dias para para cursar o 3º grau.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é saber se vai ser apenas transferido para um local com mais acessibilidadfe e não ser extinto de vez.

      Excluir
  5. Nota de esclarecimento do IF sobre esse caso:

    http://www.ifb.edu.br/reitori/16980-nota-de-esclarecimento-2

    ResponderExcluir
  6. Me dá nojo esses políticos, que governam para os ricos e não em prol do povo, podem ter certeza de uma coisa, esses canalhas vão ter que prestar conta com Deus, isso é um fato, acreditem ou não.

    ResponderExcluir
  7. Lula afirma por aí ter criado 13 universidades federais. É mentira! Com boa vontade, pode-se afirmar que criou apenas seis; com rigor, quatro. Por quê? A maioria das instituições que ele chama “novas universidades” nasceu de meros rearranjos de instituições, marcados por desmembramentos e fusões. Algumas universidades “criadas” ainda estão no papel. E isso, que é um fato, está espelhado nos números, que são do Ministério da Educação.

    ResponderExcluir
  8. E daí, Duendeii? Não entendeu o assunto?

    ResponderExcluir

Postar um comentário